Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Tarifas nos transportes fluviais para Tróia


Setúbal quer intervenção do Governo

A Câmara de Setúbal aprovou, por unanimidade, uma moção na qual é criticado o novo aumento do preço dos bilhetes do transporte fluvial para Tróia e a introdução de “novos e penalizadores esquemas de cobrança” dos mesmos.

Autarcas de Setúbal querem intervenção do Governo 

Em moção aprovada, por unanimidade, na última reunião pública, a Câmara Municipal de Setúbal considera “inaceitável que a concessionária deste serviço obrigue os passageiros a pagar sempre bilhete de ida e volta, o que, na prática, faz com que, para os que apenas pretendem fazer um trajecto, o preço do transporte duplique”. Referindo que não é da competência da autarquia a intervenção nesta questão, o município “exige que o Governo intervenha junto desta concessionária para que seja reposto o serviço público a que está obrigada, abandonando-se definitivamente práticas comerciais que apenas visam o lucro e, está hoje mais claro, afastar os setubalenses de Troia, um património que sempre partilharam e preservaram”.

Utentes sem alternativa
No mesmo documento, a Câmara Municipal de Setúbal lembra que numa outra moção, aprovada no início do ano passado, decidiu-se que “o complexo turístico e as indústrias associadas, como já ficou provado no passado, não podem sobreviver sem a colaboração dos setubalenses e das populações da região” e que, muito embora “rejeitemos que seja essa a intenção da Atlantic Ferries”, a autarquia considera que as novas formas de cobrança dos bilhetes mais parecem ser utilizadas, como se referia na moção de 2011, “também com o objectivo de proceder a uma selecção social, baseada na capacidade económica dos que querem visitar o complexo turístico de Tróia”.
O aumento dos preços e a introdução de novos esquemas de cobrança de bilhetes, refere aquele mesmo documento, “obrigam os utentes deste serviço, muitos deles sem alternativa de transporte aceitável para se deslocarem à outra margem do Sado, a pagarem tarifas ainda mais elevadas por um serviço que deveria ser de interesse público e ter preços adequados”.
Assim, a Câmara Municipal de Setúbal vai apresentar um pedido de parecer ao provedor de Justiça e ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres sobre o aumento dos preços e a obrigatoriedade de os utentes adquirirem dois bilhetes.
Entretanto, a presidente da autarquia referiu o facto de estar, “há mais de seis meses” a aguardar o agendamento de uma reunião com o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para debater várias questões, sendo os transportes fluviais para Tróia uma matéria a incluir.

Agência de Noticias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010