Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Setúbal fiscaliza estabelecimentos comerciais


Acções de sensibilização junto dos comerciantes

A Câmara Municipal de Setúbal iniciou, anteontem, uma campanha de sensibilização ambiental junto de proprietários de estabelecimentos comerciais da cidade com o objectivo de promover comportamentos correctos em matéria de gestão de resíduos.

Setúbal quer sensibilizar comerciantes para uma cidade mais limpa 


As acções, executadas por uma equipa de técnicos da autarquia com funções na área do ambiente e da fiscalização, têm como objectivo sensibilizar e informar os comerciantes para não praticarem comportamentos proibidos, situações definidas no Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública do Município de Setúbal.
O mau acondicionamento de resíduos, a deposição de entulhos provenientes de obras na via pública, a utilização indevida dos recipientes de deposição e o lançamento em sarjetas ou sumidouros de objectos, águas poluídas, lubrificantes ou resíduos são algumas das situações para as quais as equipas municipais vão procurar sensibilizar e informar os comerciantes.
O transporte indevido de peixe, carne ou outros bens sem estarem devidamente tapados e acondicionados, sujando, diversas vezes, o espaço público, é outro tipo de comportamento incorrecto e visado durante a realização das acções de sensibilização daquela campanha municipal.
Após a realização da iniciativa, a decorrer até sexta-feira em estabelecimentos comerciais, em particular em restaurantes, instalados na zona ribeirinha, na avenida Luísa Todi e nos bairros da Fonte Nova e das Fontainhas, a Câmara Municipal de Setúbal vai intensificar as acções de fiscalização.
O incumprimento das normas estabelecidas para o funcionamento do sistema de gestão de resíduos e a prática de comportamentos lesivos para a imagem urbana da cidade podem ser alvo de contra-ordenações puníveis com coima, previstas no Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública do Município de Setúbal.
No caso de se tratar de situações praticadas por pessoas singulares, as coimas podem variar entre os 200 e os 2.000 euros. Já para as pessoas colectivas, as punições monetárias são mais pesadas, oscilando entre os 3.000 e os 22.500 euros.


Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010