Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Produção de Arroz na agenda do PSD



PSD pretende “medidas urgentes” para resolver conflitos

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal, juntamente com os deputados do mesmo partido que integram a Comissão de Agricultura e Mar da Assembleia da República, apresentaram um Projecto de Resolução na tentativa de resolver os conflitos que se têm verificado entre os produtores de arroz no Vale do Sado.

PSD quer mediar conflitos dos produtores de Arroz do Vale do Sado 

No documento apresentado, os deputados social-democratas lembram que a cultura do arroz no distrito de Setúbal, em particular no concelho de Alcácer do Sal, “assume uma importância económica e social muito pertinente para toda a região”, acrescentando que a produção de arroz na região do Vale do Sado “tem-se mantido relativamente estável nos últimos anos, apesar da crise, tendo-se mostrado de grande importância no rendimento final dos produtores, representando um sector produtivo gerador de riqueza e emprego.”
“Em 2002, por decisão administrativa, determinou-se que a gestão da unidade de secagem e armazenagem de Alcácer do Sal seria partilhada entre duas associações de agricultores do Concelho: a Aparroz (Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado, Lda) e a AADS (Associação de Agricultores do Distrito de Alcácer do Sal), a qual ainda gere em exclusividade uma instalação semelhante em Águas de Moura”, pode ler-se no documento.
Os social-democratas recordam que, de acordo com declarações de ambas as entidades, a gestão conjunta da instalação de Alcácer do Sal têm originado conflitos de interesses, cujos reflexos são negativos na utilização plena do centro de secagem e armazenagem, inviabilizando a melhoria da produtividade da cultura, nomeadamente por falta de investimentos que permitam a redução de custos de produção.
Neste sentido, o coordenador dos deputados do PSD na Comissão de Agricultura e Mar, Pedro do Ó Ramos, propõe que se encontre uma forma legal para que a unidade industrial de secagem e armazenagem de cereais de Alcácer do Sal, possa ser atribuída ao Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado, Lda. (Aparroz) e que a unidade industrial de secagem e armazenagem de cereais de Águas de Moura possa ser atribuída à Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal, adoptando, em ambos os casos, critérios que preservem a função e a importância dos activos ao nível da actividade agrícola e regional.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010