Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Palmela candidata a Cidade Criativa da Música

Candidatura da autarquia à Rede das Cidades Criativas aceite

A Câmara de Palmela,  anunciou que a candidatura que o município fez à Rede das Cidades Criativas da Unesco, na área da música, foi aceite. "Ultrapassada a primeira fase, junto da Comissão Nacional da Unesco, e a pré-triagem técnica, a candidatura de Palmela concluiu, com êxito, o seu processo de inscrição. Em conformidade com o processo de admissão, a candidatura será submetida a avaliação, com apresentação dos resultados em Novembro", explica a autarquia, em comunicado. A iniciativa, promovida pela autarquia, reuniu vários agentes culturais e artísticos do concelho, em torno de um processo que se quer participado e de partilha. "Esta não será uma candidatura a uma mera certificação. Mais do que isso, queremos que seja um compromisso", sublinhou Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, na apresentação da candidatura. 
Palmela pode ser cidade criativa da música 

A nota refere que o objetivo desta candidatura é "projetar o potencial criativo de Palmela", e "trabalhar a música como um dos elementos estratégicos para o desenvolvimento sustentável do território".
A Rede das Cidades Criativas da Unesco foi criada em 2004, para promover a cooperação entre as cidades que identificavam a criatividade como um fator estratégico de desenvolvimento sustentável, e integra, atualmente, 180 cidades de 72 países. Em Portugal, são cinco as cidades que fazem parte da rede: Amarante, Braga, Barcelos, Idanha-a-Nova e Óbidos.
A candidatura de Palmela a Cidade Criativa da Unesco,  abre a perspetiva de "criar um plano de desenvolvimento da música a longo prazo", explica a autarquia de Palmela.
"Fruto de uma colaboração estabelecida entre a Câmara de Palmela, associações e agentes culturais locais, a candidatura à Rede das Cidades Criativas é o culminar de um trabalho de investigação que envolveu pesquisas documentais, registos fonográficos e a recolha de mais de uma centena de testemunhos", sublinha a autarquia.
A candidatura tem como objetivos "sublinhar a música como fator de promoção e desenvolvimento local; promover a investigação nas várias áreas musicais; cartografar a música no território; inventariar repertórios e documentos", explica a autarquia. 
A aposta "nas infraestruturas" e "criar acessibilidades", ou "identificar e promover relações entre géneros musicais e entre a música e outras manifestações culturais", são ouros dos objetivos do projeto.
"Incentivar a interação entre o ensino formal e não formal e projetos musicais; potenciar a educação musical e o gosto pela música, bem como uma programação musical regular e ativar Palmela como destino de experiências em torno da música", também fazem parte do plano original arquitetado pela Câmara de Palmela.
Para além do município e dos agentes culturais e artísticos, outros parceiros vão colaborar na prossecução destes objetivos, nomeadamente, a Universidade de Aveiro, a Universidade Nova de Lisboa, a Associação da Música Portuguesa a Gostar dela Própria, entre outras instituições e particulares.

"Queremos que a candidatura seja um compromisso"

"Esta não será uma candidatura a uma mera certificação. Mais do que isso, queremos que seja um compromisso", sublinhou o presidente do município, Álvaro Amaro, para quem este projeto representa, sobretudo, a "assunção de uma estratégia partilhada com os agentes culturais e artísticos na promoção da música", com a intenção de "dar maior projeção ao património de Palmela, pelo caminho da música".
Álvaro Amaro lembrou que "esta não é uma candidatura a um qualquer financiamento", mas acredita que "o património de reconhecimento que gerará tem um valor inestimável".
A Câmara de Palmela refere ainda que já recebeu dezenas de declarações de apoio de associações, instituições nacionais e internacionais, autarquias músicos e formações musicais.
O município criou um `site` na internet em que os interessados poderão encontrar toda a informação relacionada com este processo de candidatura.
No concelho de Palmela situa-se o único museu da Música Mecânica do país. Fica em Arraiados, na zona rural da freguesia de Pinhal Novo.

Agência de Notícias
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010