Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Nome de Mário Soares no Aeroporto do Montijo

Afinal vai mesmo ser discutida a petição “insultuosa e provocatória” contra Mário Soares 

A petição “Impedir o nome de Mário Soares no Aeroporto do Montijo” já tem data marcada para ser discutida no Parlamento: 18 de Fevereiro. A discussão foi agendada na conferência de líderes desta quinta-feira. A petição com 9349 assinaturas – embora a página tenha atualmente o registo de 13 mil 486 - deu entrada na Assembleia da República em Março do ano passado e foi admitida em Outubro, tendo sido dada como apta pela comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas. O pedido levantou alguma polémica pelo objeto (um aeroporto que não existe) e pela linguagem utilizada, que além de se referir ao ex-Presidente como “fulano”, ainda o acusa de prejudicar “mais de 1 milhão de portugueses”. O PS já considerou “um ato chocarreiro” e “provocatório” a petição que deu entrada na Assembleia da República que se insurge contra a eventual atribuição do nome de Mário Soares ao aeroporto do Montijo.
Petição não quer nome de Mário Soares no Aeroporto de Montijo 

Mais de 13 mil pessoas assinaram uma petição ao Parlamento, apelando à exclusão do nome do antigo Presidente da República da futura infraestrutura do Montijo ou de qualquer outra obra de grande envergadura.
A petição intitulada “Impedir o nome Mário Soares no Aeroporto do Montijo” foi admitida na Assembleia da República em Outubro. Segundo o Expresso online, que dá conta da polémica levantada pelo pedido, devido ao facto do aeroporto ainda nem existir e à crueza da linguagem utilizada, a petição aguarda agendamento para eventual discussão em plenário.
“Estando o povo português tão ávido de ideias agregadoras da sua identidade, o nome do novo Aeroporto deveria considerar os verdadeiros heróis aeronáuticos portugueses como Gago Coutinho ou Sacadura Cabral ou os verdadeiros heróis da Revolução como o General Jaime Neves ou o Capitão Salgueiro Maia que tanto foram votados ao esquecimento”, diz o texto que foi assinado por 13 mil 486 pessoas e entregue no Parlamento, em Março último.
O documento apela ainda aos deputados para que não escolham “nenhum nome fracturante da Identidade Portuguesa devendo ficar colocada de parte o nome de Mário Soares para esse Aeroporto ou qualquer obra de Grande envergadura”.

Petição é um “um ato chocarreiro” e “provocatório”, diz PS
O PS considerou “um ato chocarreiro” e “provocatório” a petição que deu entrada na Assembleia da República que se insurge contra a eventual atribuição do nome de Mário Soares ao aeroporto do Montijo.
Para o vice-presidente da bancada do PS Filipe Neto Brandão, “a petição em causa não passa de um ato chocarreiro e provocatório, que, paradoxalmente, atesta a superioridade moral da democracia que consente até dislates como esse”.
“Não creio, assim, que alguém lhe venha a dedicar no parlamento mais do que os parcos minutos que, formal e regimentalmente, lhe estarão atribuídos”, completou o dirigente socialista, numa nota enviada à agência Lusa.
Filipe Neto Brandão defende que a figura do antigo chefe de Estado Mário Soares, “como um dos vultos maiores da República, é indubitavelmente consensual entre os portugueses que creem na democracia”.
“Pretender o contrário é, assim, na verdade, confessar-se militante de uma qualquer área saudosista do pré-25 de Abril. Curiosamente, deve ser sublinhado que exercer o direito de petição à Assembleia da República é algo que decorre também do resultado da ação cívica de Mário Soares e que pode ser exercido por todos, creiam, ou não, nas virtudes da liberdade e da democracia”, acrescentou o vice-presidente da bancada socialista.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010