Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Samouco evoca história e homenageia bombeiros

Uma vila orgulhosa no seu passado e confiante no futuro 

A evocação da história do Samouco e a homenagem à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcochete estiveram em destaque na sessão solene comemorativa do 13.º aniversário da elevação de Samouco a vila, que decorreu a 11 de Dezembro, no salão nobre da Junta de Freguesia do Samouco. O presidente da Câmara de Alcochete, Fernando Pinto, sublinhou que a felicidade pela elevação de Samouco a vila é extensiva a todo o concelho. “O dia de hoje é particularmente feliz, naturalmente para a freguesia do Samouco, mas permitam-me que também seja um dia partilhado com as restantes freguesias do concelho de Alcochete”, frisou o autarca. 
Em dia de aniversário, a Junta homenageou bombeiros

Estiveram presentes na sessão solene os presidentes da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal, respetivamente, Fernando Pinto e Mário Catalão Boieiro, os vereadores, o Executivo da Junta de Freguesia de Samouco, o presidente da Assembleia de Freguesia do Samouco, os presidentes das Juntas de Freguesia de Alcochete e de São Francisco, o padre Jorge Almeida, a diretora do Agrupamento de Escolas de Alcochete, o comando e direção da Associação dos Bombeiros de Alcochete, representantes dos partidos políticos, das instituições militares, civis e educação, associações locais e população.
O presidente da Câmara  de Alcochete, Fernando Pinto, sublinhou que a felicidade pela elevação de Samouco a vila é extensiva a todo o concelho. “O dia de hoje é particularmente feliz, naturalmente para a freguesia do Samouco, mas permitam-me que também seja um dia partilhado com as restantes freguesias do concelho de Alcochete”, realçou o presidente da autarquia.
O autarca lembrou todos os que participaram no processo de elevação de Samouco a vila, sublinhando que esta “reveste-se de uma importância fundamental para todas as mulheres e homens que há 13 anos atrás reivindicaram o facto de Samouco assumir a categoria de vila”, destacando “o voto aprovado por unanimidade na Assembleia da República” que “deixou a vila do Samouco muito satisfeita, mas também todo o concelho”.
“Ainda bem que assim o fizeram, que entenderam que passar à categoria de vila era um passo importante para a conquista do desenvolvimento diferenciado que hoje temos no Samouco em relação a 13 anos atrás”, disse Fernando Pinto. “A todos eles, o nosso muito obrigada pela forma abnegada, determinada e rigorosa com que reivindicaram este mais do que explícito direito que assistia à população do Samouco em ver a sua localidade elevada à categoria de vila”, acrescentou.

“Os primeiros apontamentos a falar do Samouco datam de 1241”
A sessão solene contou ainda com as intervenções do presidente e do secretário da Junta de Freguesia do Samouco, respetivamente, Pedro Ferreira e António Almeirim, e do comandante dos bombeiros voluntários de Alcochete, Paulo Vieira.
O presidente da Junta de Freguesia do Samouco disse que comemorar a elevação de Samouco a vila deve ser um motivo de orgulho para todos porque isso tem vários significados: “é relembrar a evolução da nossa terra ao longo dos anos e de como foi crescendo, de como a população foi tendo melhores condições de vida, de como a vila foi dotada de equipamentos e é relembrar e reconhecer o papel das coletividades e de uma das mais importantes conquistas de Abril, o poder local democrático, e ainda o trabalho de homens e mulheres que muito contribuíram para que fosse possível termos atingido este estatuto que muito nos honra”, disse.
O autarca lembrou o processo desenvolvido por cinco deputados do PCP que entregaram o projeto-lei n.º 283/9 na Assembleia da República a 30 de Abril de 2003 com um único artigo: “a localidade do Samouco, sede da freguesia com o mesmo nome, no concelho de Alcochete, é elevada à categoria de vila”, o que veio a acontecer com a aprovação por unanimidade no dia 9 de Dezembro de 2004.
O passado histórico do Samouco foi referido pelo secretário da Junta de Freguesia do Samouco, António Almeirim, no início da sessão. O autarca trouxe à memória a história mais longínqua do Samouco, referindo que “os primeiros apontamentos a falar do Samouco datam de 1241” e que “o Samouco passa a freguesia em finais do século XVI”, assumindo ao longo dos séculos várias designações, desde Samouco, lugar de Samouco, Nossa Senhora do Samouco para passar a ser somente Samouco duas décadas após 1910.
António Almeirim lembrou ainda factos de um passado mais recente: que a Junta de Freguesia está instalada no atual edifício desde 1978 e que o mesmo foi doado à Junta pela Câmara de Alcochete em 1996 e que o brasão, símbolo identitário da freguesia, existe desde 1996.

Reconhecimento aos Bombeiros de Alcochete 
Após as intervenções dos autarcas seguiu-se a homenagem aos bombeiros voluntários de Alcochete que receberam da Junta de Freguesia cinco malas adequadas ao transporte de materiais de emergência e primeiros socorros nas ambulâncias.
Na sua intervenção, o presidente da Junta do Samouco referiu que o Executivo da Freguesia “resolveu reconhecer publicamente o trabalho, a dedicação e a solidariedade que diariamente a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcochete presta à população do concelho”, para além de contribuir mensalmente com uma verba e de ter atribuído um subsídio extraordinário de 500 euros para apoio à aquisição de uma nova ambulância.
“Ser bombeiro implica a exposição a níveis elevados de perigo e só quem tem um verdadeiro sentimento de dedicação é capaz de o suportar. Importa destacar o trabalho dos bombeiros em situações de incêndio e de emergência, no socorro a pessoas e bens, em acidentes de viação, trabalho ou domésticos”, referiu. “Só mesmo homens e mulheres de enorme dignidade, dedicação, generosidade e de um profundo respeito pela vida humana, que tantas vezes deixam a família e o conforto do lar, conseguem cumprir a sua missão de vida por vida”, sublinhou Pedro Ferreira.
O comandante dos bombeiros voluntários de Alcochete, Paulo Vieira, usou da palavra para agradecer a homenagem e as ofertas da Junta de Freguesia “que vão permitir que as ambulâncias possam ter novos sacos” e recordou um elemento da corporação já falecido: “vir ao Samouco enquanto bombeiro e não falar de uma pessoa tão querida, que nos deixou, acho que não seria justo, por isso pedia uma grande salva de palmas para o nosso querido João Catita, que foi um grande bombeiro e esteve 33 anos ao serviço dos bombeiros de Alcochete”, disse.
Durante a sessão vários foram os momentos em que a assistência aplaudiu de pé a ação dos bombeiros voluntários de Alcochete, nomeadamente após a exibição de uma apresentação audiovisual com imagens de várias intervenções dos bombeiros do concelho de Alcochete.
A sessão solene foi abrilhantada com a animação musical de Martim Vicente, que interpretou canções da sua autoria e do disco editado em 2016, “Eram os teus olhos”, “Dia só”, “País dos licenciados”, um tema inédito “Só nas canções” e o tema vencedor do Festival da Eurovisão, “Amar pelos dois”, de Salvador Sobral.

Agência de Notícias com Câmara de Alcochete

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010