Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

PSD quer que Soflusa devolva dinheiro dos passes

"Todos os pedidos serão devidamente analisados" diz a empresa  que faz a ligação Barreiro Lisboa 

Os deputados do PSD de Setúbal defenderam que a Soflusa devia devolver as verbas pagas pelos utentes no período em que não puderam utilizar o transporte fluvial entre o Barreiro e Lisboa.  Num pedido de esclarecimento enviado à Soflusa, a que a Agência de Notícias teve acesso, o deputado Bruno Vitorino considera que o serviço “foi pago, mas não foi prestado” pela empresa. A Soflusa refere que recebeu perto de 170 reclamações relativas às perturbações de serviço ocorridas. "Todos os pedidos serão devidamente analisados, durante os próximos dias, pelos órgãos da empresa competentes nesta matéria, a fim de ser dada resposta tão breve quanto possível", diz a empresa. 
PSD quer empresa a devolver o dinheiro dos passes 

“É inacreditável e lamentável que se tenha chegado a este ponto, de dizer às pessoas quando podem ou não apanhar o seu transporte, como se os trabalhadores ou estudantes pudessem alterar os horários do trabalho ou das aulas”, afirma o deputado, que é também vereador social-democrata na Câmara do Barreiro.
Bruno Vitorino salienta que entre os dias 9 e 13 de Outubro, a empresa anunciou que só iria operar com quatro embarcações, quando deveria ter pelo menos seis embarcações para assegurar o serviço mínimo.
O deputado salienta que Soflusa “reconheceu a sua incapacidade em assegurar o serviço”, emitindo um comunicado a pedir aos passageiros que não viajassem em hora de ponta, entre as oito e as nove horas.
“A impossibilidade de previsão das carreiras que iriam existir, não permitiu às pessoas programarem a sua vida, de modo a minimizarem estes impactos, ainda para mais não tendo sido colocado, por parte da empresa, nenhum transporte alternativo ao dispor dos passageiros, que tiveram que recorrer a outros transportes ou a viaturas particulares para garantir a sua mobilidade”, frisa o deputado do PSD, eleito por Setúbal.
O social-democrata considera que a restituição do dinheiro dos passes aos utentes “é um ato de justiça”, pois pagaram um serviço que não tiveram.

Soflusa analisa reembolso 
Questionada pela Lusa, a empresa Soflusa referiu que entre os dias entre nove e 12 de Outubro recebeu perto de 170 reclamações relativas às perturbações de serviço ocorridas.
“Nestas reclamações incluem-se 17 pedidos de reembolso parcial/total de título de transporte e três pedidos de indemnização, menos de dois por cento das reclamações. Todos os pedidos serão devidamente analisados, durante os próximos dias, pelos órgãos da empresa competentes nesta matéria, a fim de ser dada resposta tão breve quanto possível”, refere a empresa numa resposta por escrito enviada à Lusa.

Agência de Notícias com Lusa

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010