Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Câmara Municipal promove Pão Caseiro de Sesimbra

Pão Caseiro de Sesimbra no Festival de Gastronomia de Santarém

O Pão Caseiro de Sesimbra em Forno a lenha vai marcar presença numa apresentação, seguida de debate, intitulada Deixar o Pão Falar, que decorre no dia 19 de Outubro, quarta-feira, a partir das 14h30 horas, no 37º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém.O programa conta com alguns dos maiores especialistas em pão do nosso país, entre os quais Mário Rolando, que já tem participado em iniciativas de promoção do Pão de Sesimbra. A marca Pão Caseiro de Sesimbra em Forno a Lenha foi registada pela Câmara Municipal a 16 de Outubro de 2016, Dia Mundial da Alimentação e do Pão, para "preservar e promover o pão tradicional da zona rural do concelho, muito apreciado e procurado, pelas suas caraterísticas", explica a Câmara de Sesimbra.
Sesimbra mostra pão caseiro do concelho em Santarém 

A iniciativa da autarquia permitiu "desenvolver um conjunto de iniciativas relacionadas com este produto, e aumentou muito a sua procura. A participação neste evento, de âmbito nacional, é reflexo do trabalho que tem sido desenvolvido pela Câmara Municipal, produtores e muitos entusiastas da área da gastronomia, que
se associaram de imediato à ideia", diz ainda o gabinete da Câmara de Sesimbra.
O lançamento da marca Pão Caseiro de Sesimbra Cozido em Forno a Lenha – Sabor e Tradição Ancestrais, decorreu há um ano, a 16 de Outubro.de 2016. Na altura, José Polido, vereador da Câmara de Sesimbra, disse que "temos excelentes produtos e é importante divulgar e valorizar ao máximo aquilo que é nosso". Tal como aconteceu com a Farinha Torrada, a Câmara de Sesimbra registou a marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, criou um logótipo, e vai começar a produzir um conjunto de materiais de divulgação, como dísticos para as padarias, t-shirts, aventais, sacos de pano e folhetos.
"Temos um ótimo pão, com uma textura e um sabor único. Todo o trabalho de promoção que queremos fazer é para que seja ainda mais conhecido e que figure entre os melhores do país", esclareceu Maria Manuel Gomes, responsável pelo Gabinete de Apoio às Pescas e Ruralidade da autarquia. "Como todos sabem, não há dois pães iguais. Cada um dos produtores, com as suas especificidades, é uma mais-valia para o Pão de Sesimbra", referiu a responsável no lançamento da marca.

A história do pão caseiro de Sesimbra 
É na freguesia do Castelo ou no "campo", que se produz o pão rural, mais conhecido por "pão caseiro". Antigamente era produzido para consumo próprio, de semana a semana, em fornos a lenha existentes nas habitações e guardado em cestos de verga envolvidos em lençóis para permanecer macio por vários dias.
Hoje, continua a ser produzido em fornos a lenha, mas a fornalha encontra-se dividida do forno para evitar que, durante a cozeduza, as cinzas se agarrem ao pão. Apesar disso, o sabor mantém-se. O pão caseiro é fabricado com farinha de trigo, sal, água e fermento.
O processo inicia-se com a mistura de ingredientes, que depois de amassados formam uma massa que vai a levedar durante aproximadamente três horas.
De seguida separam-se pedaços de massa para formar cada pão. Os pães são colocados num tabuleiro coberto de farinha e cobertos com um lençol. Cerca de 30 minutos depois estão prontos a ir ao forno bem quente. O tempo de cozedura depende de se o querer mais ou menos estaladiço. Retira-se do forno e está pronto a consumir.
Pode ser adquirido junto dos fabricantes, nos mercados municipais de Sesimbra e Quinta do Conde e em vários estabelecimentos comerciais do concelho.

Agência de Notícias com Câmara de Sesimbra 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010