Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

PCP questiona Governo sobre "atraso" do hospital do Seixal

Comunistas querem esclarecimentos sobre construção do hospital 

O grupo parlamentar do PCP questionou o Governo sobre o "atraso no lançamento do concurso" para a construção do hospital do Seixal, no distrito de Setúbal, solicitando informações sobre o estado do processo. "O próprio primeiro-ministro, numa iniciativa na península de Setúbal em Junho deste ano, anunciou o desenvolvimento do processo de construção do Hospital no Seixal. Estamos em final de Setembro de 2017, mas o concurso ainda não foi lançado, nem se conhece quando o será", referem os deputados comunistas em comunicado.
Hospital do Seixal terá capacidade para 72 camas 

No documento, o PCP salienta que é preciso "cumprir o compromisso assumido em 2009", com a assinatura do acordo para a construção da unidade no concelho do Seixal.
"É preciso dar cumprimento à resolução da Assembleia da República que recomenda ao Governo a construção do Hospital do Seixal e é preciso dar tradução concreta ao aprovado no Orçamento do Estado para 2017", salienta o mesmo documento. 
Os deputados frisam que no Orçamento do Estado para 2017 está contemplada uma verba de 10 milhões de euros para o lançamento do concurso público para o projeto de arquitetura e especialidades técnicas deste hospital.
"Queremos esclarecimentos sobre qual o ponto de situação do processo para a construção do hospital no concelho do Seixal, qual o perfil assistencial do hospital definitivo e para quando está prevista a abertura do concurso público para o projeto de arquitetura e especialidade técnicas", pedem os deputados comunistas.

Hospital estará vocacionado para os cuidados em ambulatório
O concelho é servido pelo Hospital Garcia de Orta, em Almada, que foi projetado para 150 mil habitantes e serve atualmente 450 mil, residentes nos concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra. "Este equipamento encontra-se sobrelotado, com elevados tempos de espera nas urgências, consultas externas e nos exames complementares de diagnóstico", destaca Joaquim Santos, presidente da Câmara do Seixal, eleito pela CDU, em 2013.
O hospital no Seixal, um equipamento de proximidade, "irá permitir descongestionar o Hospital Garcia de Orta que, apesar de ser um hospital de referência, não tem recursos suficientes para responder a tantos utentes", sublinha o autarca.
O equipamento no concelho representa um investimento total de 60 milhões de euros. Será construído em terreno do Estado, no Fogueteiro, com o apoio da Câmara do Seixal através da isenção do pagamento de taxas municipais e a construção de acessos e infraestruturas, num valor próximo dos dois milhões de euros.
Estará vocacionado para os cuidados em ambulatório, com serviço de urgência básica 24 horas. Prevê a realização de consultas externas diferenciadas, com meios complementares de diagnóstico e terapêutica e exames técnicos em várias especialidades.
Terá 72 camas, 60 de convalescença e 12 de cuidados paliativos, 23 especialidades e unidades de cirurgia em ambulatório, de apoio domiciliário e de medicina física e de reabilitação.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010