Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Festas da Moita arrancam esta sexta-feira

Dez dias de festa em nome da fé, do rio e da tauromaquia 


Às 21h30 desta sexta-feira acende-se o arraial e ouvem-se os 21 morteiros, dando inicio às Festas em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, na Moita. Os “dez dias mais longos do ano” para as gentes da Moita vão contar com atividades ligadas ao rio, à religião e à festa brava, concertos diário e muita animação e convívio pelas principais ruas da vila. Do programa deste ano, destacam-se Yuri da Cunha, Virgul, Quim Barreiros, Ana Moura, Amor Electro, entre outros, no palco da Marginal da Moita. Este evento tem nos barcos engalanados, nas largadas e corridas de touros, na tarde do fogareiro,  na procissão em honra da padroeira da vila e no cortejo etnográfico as suas principais atracções. Todos os dias há festa rija, com programação que começa cedo e só termina no dia seguinte. 
Procissão por Nossa Senhora da Boa Viagem atrai milhares


Chegou a altura do ano mais esperada na vila da Moita; chegou o mês das Festas em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem. São dez dias plenos de animação, convívio e alegria. Entre 8 e 17 de Setembro, a música, a diversão e as tradições fazem parte do típico quotidiano da Moita.
A aficcion, o rio, a religião e os muitos espetáculos musicais são as principais vertentes destas festividades, as maiores do Município da Moita e também “as que maiores projeção têm a sul do Tejo”, no entender da organização. 
As Festas em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem “mantêm as tradições e renovam as ofertas do ponto de vista musical”. Esta festividade, que é “uma grande referência da cultura popular, continua a ser uma das maiores da região sul, pelo que os habitantes aderem massivamente e acolhem-na com alegria e dedicação”, afirma o presidente da Câmara da Moita. Rui Garcia diz ainda que o evento “tem grande importância para a população, desempenha um papel fundamental na economia da região e apresenta uma forte componente artística e religiosa”.
Para Rui Garcia, as Festas de Moita são muitas coisas reunidas em dez dias”. O presidente considera que são “um exemplo de vitalidade, história e das tradições da terra” e que são “um contributo importante para a economia local”.

Yuri da Cunha, Virgul, Quim Barreiros, Ana Moura, Amor Electro e muito mais 
A música e a diversão noturna são dos aspetos mais importantes das festas populares. Tal como em anos anteriores, os três palcos montados para a Festa da Moita – na Avenida Marginal, na Praça da República e no Largo Conde Ferreira – vão receber muitos artistas e diversos géneros musicais para todos os gostos e idades.
Haverá espaço para os bailes com música popular no Largo Conde Ferreira, para o 16º Festival Folclórico, no dia 16, no Palco da Praça da República, e para os fados da Noite do Fragateiro, no dia 9, no Largo do Cais.
As principais atrações musicais estarão no Palco da Marginal e por lá vão passar artistas e bandas como Ardya, Dona Elvira, Yuri da Cunha, Virgul, Quim Barreiros, Ana Moura, Amor Electro, Caelum’s Edge, DJ Karetus e DJ Ezzra. Destaque para o espetáculo de encerramento, no dia 17, na Caldeira da Moita, intitulado “O Rio, a Dança e o Fogo”, protagonizado pela Academia de Dança Alma Latina, da Sociedade Filarmónica Estrela Moitense.

As tradições das Festas 
Tarde do Fogareiro é uma das iniciativas mais populares
Dentro e fora da Praça de Touros, a festa brava é sempre um dos pontos fortes destas Festas. Além das Corridas de Touros na Praça Daniel do Nascimento, decorrerão, como habitualmente, na Avenida Dr. Teófilo Braga, as famosas largadas de touros.
Cumprindo a tradição, a Solene Procissão em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem acontece no primeiro domingo das festas, dia 10, pelas 17h30. Os andores saem da Igreja e vão percorrer as principais artérias da vila até chegarem ao Cais, para a bênção das embarcações engalanadas, acompanhada de uma gigantesca salva de foguetes.
A tradição marítima da Moita também estará presente em mais uma Tarde do Rio – XV Cais Vivo, no dia 17, pelas 14h30, durante a qual os visitantes poderão fazer um pequeno passeio numa das embarcações tradicionais que vão estar à disposição de todos.
Ainda na vertente do convívio popular, destaca-se a Tarde do Fogareiro, no dia 15 de Setembro, a partir das 13 horas. Após a largada de touros, as gentes da Moita transformam a principal avenida da vila num local único de animação e convívio: os fogareiros, espalhados um pouco por todo o lado, acendem-se; as entremeadas, os couratos e as bifanas começam a assar-se e os amigos vão chegando, enchendo a Avenida. Doutor Teófilo Braga.
Pela tarde fora, não vai faltar animação de rua, com muita música para dançar o “Huga Huga” em grupo, com charangas, grupos de bombos e o já tradicional “Fogareiro Elétrico” com muita música.

Cortejo etnográfico no último dia 
A nível desportivo, uma novidade nestas festividades acontece no dia 9, pelas 10 horas com a 15ª prova do Campeonato Nacional de Carrinhos de Rolamentos. Destaca-se também o Torneio de Xadrez, no dia 16, às 15 horas, na Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça e, como não podia deixar de ser, a icónica Regata de barcos típicos, no dia 9, às 17h30.
O Cortejo Etnográfico com carros alegóricos sairá na tarde do último domingo, dia 17, pelas 17h30.
Como habitualmente, durante estas Festas, haverá sempre tempo para uma visita à FECI – Feira Comercial e Industrial, no Pavilhão Municipal de Exposições.
As Festas da Moita são, por esta altura, o "motor para o comércio local" e com a “qualidade de sempre”. A organização espera receber cerca de um milhão de pessoas por estes dias.

Agência de Notícias com Câmara da Moita 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010