Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Primeira pedra da ETAR de Canha lançada na quarta-feira

Investimento de 1,2 milhões para melhorar saúde pública e ambiente 

A construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Canha, no Montijo, que representa um investimento de 1,2 milhões de euros, vai arrancar esta quarta-feira, informou a Águas de Portugal. A cerimónia de lançamento da primeira pedra assinala o arranque da construção do Subsistema de Canha, que inclui a última ETAR e o Sistema de Drenagem Elevatório a realizar no concelho do Montijo pela Simarsul, empresa de saneamento da Península de Setúbal, do Grupo Águas de Portugal, indicou a Águas de Portugal em comunicado.

Fundos europeus ajudam a erguer ETAR em  Canha 

Segundo a empresa, o subsistema de Canha "vem garantir uma melhoria das condições de tratamento das águas residuais recolhidas pelo Município na sua rede 'em baixa', operacionalizando eficazmente os investimentos das duas entidades ao nível do saneamento da região e gerando importantes benefícios ao
nível da proteção da saúde pública e do ambiente".
A ETAR de Canha está dimensionada em horizonte de projeto para 1 760 habitantes equivalentes e caudal médio de 350 m3/d, no concelho do Montijo, estando previsto tratamento secundário através de módulo compacto de lamas ativadas em arejamento prolongado, seguido de tratamento terciário de afinação em leitos de macrófitas, com reutilização de água tratada para consumo interno na ETAR.
A nova ETAR de Canha vai melhorar as condições de tratamento atuais, já que se trata de um sistema de tratamento por lamas ativadas com uma etapa final de afinação por leitos de macrófitas projetada para atingir níveis de qualidade compatíveis com a atual legislação em vigor.
"Permitirá a centralização dos caudais de águas residuais, o que potenciará a economia de escala e permitirá ainda erradicar as fossas sépticas atuais exploradas pela EPAL, bem como uma outra fossa sética coletiva explorada pelos SMAS do Montijo, permitindo assim melhorar a qualidade do serviço prestado", sublinha a Câmara do Montijo.
A cerimónia será presidida pelo secretário de Estado do Ambiente, Carlos Manuel Martins.
O subsistema é cofinanciado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), Portugal 2020, com o apoio da União Europeia, no âmbito do Fundo de Coesão.

Agência de Notícias com Lusa
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010