Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Plano de Pormenor do Cais do Ginjal em consulta pública

Munícipes de Almada chamados a dar opinião sobre o novo Cais do Ginjal 

O Plano de Pormenor do Cais do Ginjal está em consulta pública entre 25 de agosto de 2017 e 19 de fevereiro de 2018, anuncia a Câmara de Almada em comunicado. Até ao final do período de consulta pública, "poderão ser dirigidas à Câmara de Almada reclamações, observações ou sugestões sobre o conteúdo do Plano de Pormenor, as quais deverão identificar o assunto, o subscritor, o local concreto a que se referem e o objeto da exposição", diz a autarquia.
Almada vai reabilitar o Cais do Ginjal, em Cacilhas 


O período de discussão pública deste importante Plano de Pormenor decorrerá durante 120 dias úteis, com início no dia 25 de Agosto de 2017 e final no dia 19 de Fevereiro de 2018, encontrando-se aberto aos contributos que os cidadãos entendam durante aquele período.
A proposta de Plano e toda a documentação com ele relacionada estará disponível para consulta, a partir do dia 23 de Agosto de 2017, na Direção Municipal de Obras, Planeamento, Administração do Território e Desenvolvimento Económico, na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, nº 67 em Almada, todos os dias úteis entre as 8h30 e as 15 horas. Na Junta de Freguesia da Cacilhas, na Rua Liberato Teles, nº 6-A, em Cacilhas, todos os dias úteis entre as nove e as 12h30 e entre as 13h30 e as 17 horas. E ainda na pagina oficial da Câmara de Almada.
Até ao final do período de consulta pública, "poderão ser dirigidas à Câmara de Almada reclamações, observações ou sugestões sobre o conteúdo do Plano de Pormenor, as quais deverão identificar o assunto, o subscritor, o local concreto a que se referem e o objeto da exposição", diz a autarquia.
O Cais do Ginjal, que compreende uma frente ribeirinha superior a 80 mil m2, possui uma área de um quilómetro de extensão de ligação ao Tejo.
A sua localização, entre o Jardim do Rio, em Almada, e o terminal fluvial de Cacilhas, apresenta uma vista única para o rio Tejo e para Lisboa.
Através deste plano, explica a Câmara de Almada, "pretende-se reabilitar o cais ribeirinho e criar habitação, hotelaria, comércio, serviços, apartamentos turísticos, espaços públicos – mercados das artes e diversos equipamentos de apoio".

Artigo relacionado: Almada vai recuperar Cais do Ginjal em Cacilhas

Agência de Notícias com Câmara de Almada
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010