Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Mais de 200 bombeiros combatem fogo em Sesimbra

Fogo na Lagoa de Albufeira não coloca habitações nem zona de praia em risco

O incêndio em zona de pinhal, em Sesimbra, não está a colocar habitações em risco nem obrigou, até ao momento, as pessoas a abandonarem as zonas de praia, disse o vereador da Proteção Civil. "O incêndio deflagrou na zona da Lagoa da Estacada, perto do espaço interpretativo de aves. Parecia já estar dominado, mas devido a algumas projeções, voltou a reacender e está mais preocupante nesta altura", disse à Lusa Francisco Luís, vereador da Proteção Civil da Câmara de Sesimbra. Segundo o responsável, não há vítimas a registar nem habitações em risco de momento. O incêndio obrigou ao corte da Estrada Nacional 377.
Incêndio começou pouco depois do meio dia numa zona de pinhal 

"O incêndio é em zona de pinhal e não existem habitações em risco de momento, mas o vento está a dificultar as operações. Até ao momento não há necessidade de solicitar que as pessoas abandonem os locais de praia, como a Lagoa de Albufeira, mas se houver necessidade vamos atuar", explicou o autarca.
O incêndio está a provocar o corte da estrada nacional 377, entre o Marco do Grilo e a Lagoa de Albufeira.
"A estrada está cortada. Neste momento, a Proteção Civil Municipal, em colaboração com a Junta de Freguesia do Castelo, está já a fornecer apoio aos meios que estão local, como no caso do fornecimento de águas", referiu Francisco Luís, acrescentando que mais meios vão chegar ao local.
"A colocação de meios é uma medida de prevenção, uma vez que as chamas ainda estão um bocadinho longe desta zona do Monte de Aina", explicou, referindo que a situação está a evoluir de uma forma favorável, com o apoio dos meios aéreos a ser fundamental.
Patrícia Gaspar, porta-voz da Proteção Civil de Setúbal, também já disse que o incêndio começa a ter uma "evolução favorável e não coloca em risco qualquer habitação". Um casal de idosos foi assistido, mas não houve necessidade de evacuar qualquer casa.
Relativamente aos paióis da NATO perto do local, estão "nas traseiras do incêndio" e não estão em perigo.

Animais em segurança
Seis meios aéreos envolvidos no combate  
Em relação à retirada de animais de uma associação que existe no local, e que acolhe várias dezenas de animais, o vereador referiu que foi uma decisão da associação.
"As chamas ainda estão muito longe do canil e até ao momento não havia necessidade de retirar os animais, mas a associação, por sua iniciativa, e bem, decidiu começar a retirar à cautela. Vamos acompanhar e se for necessário, vamos atuar para retirar os animais que ainda estejam no local", explicou.
As chamas estão a ser combatidas por 219 operacionais, apoiados por 75 meios terrestres e seis meios aéreos de todo o distrito de Setúbal.
O incêndio, que começou pouco depois do meio dia na zona da Lagoa da Estacada, perto do espaço interpretativo de aves, está a provocar o corte da estrada nacional 377, entre o Marco do Grilo e a Lagoa de Albufeira.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010