Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Catamarã choca com barco em Setúbal e causa sete feridos

Atlantic Ferries abre inquérito a incidente com catamarã

A empresa concessionária do transporte marítimo entre Setúbal e Tróia abriu um inquérito interno para apurar as causas do embate do catamarã, que nesta segunda-feira seguia com 84 passageiros a bordo, e um navio mercante fundeado no rio Sado. Do embate, de acordo com a Atlantic Ferries, resultaram sete feridos, cinco dos quais transportados para o hospital de Setúbal com ferimentos ligeiros. A Atlantic Ferries refere que a embarcação envolvida no incidente, autorizada pela Capitania, navegou por meios próprios do cais de Tróia para a Doca do Comércio, em Setúbal, onde permanece, tendo a operação dos catamarãs ficado normalizada a partir das 16 horas de ontem. 
Catamarã chocou com outra embarcação no Rio Sado 

"Há que salientar que foram cumpridos todos os protocolos de segurança, em colaboração com as entidades oficiais, nomeadamente a Autoridade Marítima e GNR em Tróia", frisa a empresa, acrescentando que "relativamente às embarcações, construídas em 2007, são navios modernos equipados com a tecnologia e equipamentos atualmente disponíveis no mercado. Todas as embarcações estão abrangidas por um plano de manutenção, sendo regularmente inspecionadas pelas entidades competentes".
Este não é o primeiro incidente com embarcações da Atlantic Ferries no Rio Sado. Ainda este ano, em Fevereiro, um ferryboat ficou parado três horas no Sado por avaria no motor e em Dezembro de 2014, também um ferryboat que transportava viaturas entre as duas margens do Sado abalroou uma embarcação de pesca.

Feridos vistos em Tróia pelos Bombeiros de Alcácer do Sal 

Sete pessoas sofreram ferimentos esta segunda-feira devido à colisão de um catamarã, que fazia a ligação fluvial Setúbal/Tróia, com um navio fundeado no rio Sado. Fonte do CDOS de Setúbal confirmou a colisão com uma outra embarcação, "da qual não sabemos o tipo". "Causou sete vítimas. Duas não necessitaram de transporte e cinco feridos leves foram encaminhados para o hospital de Setúbal", referiu a fonte. À agência Lusa, o capitão do porto de Setúbal revelou que "o acidente ocorreu cerca das 14 horas".
O catamarã apresenta alguns danos na proa, mas que não põem em causa as condições de segurança de navegação", acrescentou Luís Lavrador, adiantando que a embarcação completou o percurso até Tróia, e, entretanto, já regressou a Setúbal para ser avaliada por peritos da capitania.
As causas do acidente ainda não estão apuradas mas, de acordo com as primeiras informações recolhidas pelo capitão do porto de Setúbal, "poderá ter sido um erro na manobra logo à saída do cais de embarque em Setúbal".As vítimas foram assistidas em Tróia pelos bombeiros das corporações de Grândola e Alcácer do Sal.
O piloto do catamarã pertencente à empresa Atlantic Ferries, empresa que assegura a ligação fluvial entre as duas margens do rio Sado, já foi inquirido pela Polícia Marítima de Setúbal.

Agência de Notícias com Lusa


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010