Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Figueirinha, em Setúbal, hasteia qualidade azul

"Esta praia recebe milhares de pessoas de toda a região"

A Bandeira Azul foi hasteada na Praia da Figueirinha, na Serra da Arrábida, numa cerimónia simbólica a que se seguiu a inauguração de uma mostra de fotografias de Américo Ribeiro sobre memórias das praias de Setúbal. Num final de tarde de muito calor, com a praia cheia de banhistas, as distinções da Bandeira Azul e de Praia Acessível foram hasteadas na Figueirinha, perto de um painel que contém todas as informações necessárias para os utentes terem um verão em segurança. Por outro lado, esta quinta-feira, a GNR autuou os proprietários de 40 viaturas por mau estacionamento nas praias da Serra da Arrábida. 
Bandeira Azul já foi hasteada na praia da Figueirinha   

É o nono ano consecutivo que a Figueirinha ostenta a Bandeira Azul, um galardão que “confere responsabilidades acrescidas” à Câmara de Setúbal, que “trabalhou muito, juntamente com outras entidades, para melhorar as condições de usufruto desta zona balnear”, sublinhou a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira.
Após ter hasteado o galardão europeu atribuído pela ABAE – Associação da Bandeira Azul da Europa, com a ajuda do capitão de porto de Setúbal, Luís Lavrador, a edil lembrou que a autarquia tem agora a gestão das praias da Arrábida, o que vai permitir “a criação de mais benefícios para os utentes”.
A Bandeira Azul é atribuída anualmente mediante a avaliação dos critérios “informação e educação ambientar”, “qualidade da água”, “gestão ambiental e equipamentos” e “segurança e serviços”.
Implementada à escala europeia em 1987, por iniciativa da Fundação para a Educação Ambiental, com o apoio da Comissão Europeia, a Bandeira Azul está presente em Portugal praticamente desde o início da sua fundação.
O tema “O teu Planeta é a tua terra” definido para a edição de 2017 motiva a realização de diversas ações de sensibilização ambiental ao longo da época balnear, até 17 de setembro.
Estão previstas iniciativas como a “Caça às Beatas”, a 5 de Julho, desenvolvida com a Associação Portuguesa do Lixo Marinho e o Movimento Portugal Sem Beatas, e, a 19 de Julho, a ação de sensibilização para o lixo na praia “Não deixes nada para trás!”, em parceria com a Associação Portuguesa do Lixo Marinho e o Movimento Portugal Sem Beatas.

Autocarros de 20 em 20 minutos por um euro 
Quanto à bandeira de Praia Acessível, hasteada na mesma cerimónia, por Maria das Dores Meira e pelo diretor da empresa de transportes TST, Joaquim Pereira, atesta as condições oferecidas pela Figueirinha para receber pessoas com mobilidade reduzida.
A praia está dotada de acessos, instalações sanitárias e estacionamento adequados, bem como de duas cadeiras anfíbias que levam os utentes até à borda de água para tomarem banho.
Sobre a questão das acessibilidades, a nível de transportes, a autarca ressalvou que, “apesar de Galapinhos ser a melhor praia da Europa”, a Figueirinha é uma zona balnear de referência na Área Metropolitana de Lisboa.
“Esta praia recebe milhares de pessoas de toda a região, mas não nos podemos esquecer de que esta serra fantástica condiciona as acessibilidades. Assim, a vinda para a Figueirinha deve ser feita através de transportes públicos”, apelou.
A autarquia conta com o apoio da Secil e dos TST nesta matéria, uma vez que os banhistas podem deixar o carro estacionado na antiga fábrica da cimenteira do Outão e apanhar um autocarro que assegura a ligação entre este local e a Figueirinha, a cada vinte 20 minutos, entre as nove horas e as 19h30. O preço do bilhete, ida e volta, é um euro.
Além das tradicionais carreiras a partir da estação rodoviária, os TST garantem também este ano a ligação entre a estação ferroviária e a Figueirinha, através de autocarros que partem a cada dez minutos após a chegada de um comboio da Fertagus.
De salientar que foi também inaugurada ontem, à entrada da praia, uma exposição constituída por seis painéis com um total de 26 fotografias do espólio de Américo Ribeiro, que retratam memórias de vivências em Troia e das praias da Arrábida, ao longo do século passado.
“De Troia ao Portinho da Arrábida – Praias de Partida e Chegada” é o título da mostra, que fica patente até ao final da época balnear, a 17 de Setembro.

Mau estacionamento nas praias da Arrábida originou 40 multas
A GNR autuou, esta quinta-feira, os proprietários de 40 viaturas por mau estacionamento nas praias da Serra da Arrábida, em Setúbal.
As viaturas visadas estavam mal estacionadas entre a praia de Albarquel e o Portinho da Arrábida - 36 viaturas foram bloqueadas e 12 chegaram a ser removidas do local por reboque.
Fonte oficial da GNR de Setúbal indicou que esta quinta-feira foi "um dia caótico" no acesso às praias da Serra da Arrábida mas não houve registo de qualquer situação de emergência.
A época balnear nas praias de Setúbal arrancou no passado dia 10 de Junho e, este fim-de-semana, os termómetros chegaram aos 40 graus no distrito.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010