Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Festa dos vinhos de Palmela em Fernando Pó

Produção vitivinícola de Palmela mostra-se até domingo 

Fernando Pó já é um "destino" obrigatório no roteiro do bom vinho da região de Palmela. Volta este fim de semana e trás "boas novidades" a um evento que já é "uma referência" a nível local e regional. Tal como no ano passado, a mostra e o concurso ultrapassam as fronteiras das freguesias rurais de Poceirão e Marateca e acolhem adegas de todo o concelho, constituindo-se como montra privilegiada da produção vitivinícola de Palmela. Estarão a concurso - em prova cega - 28 vinhos que vão estar disponíveis no pavilhão de vinhos. Uma das novidades do ano é que a organização criou, também, um prémio cuja escolha será da responsabilidade do público. As entradas custam dois euros na sexta-feira e um euro no sábado e domingo. O copo para as provas custa três euros.
Mostra de Vinhos decorre em Fernando Pó até domingo 

Decorre até domingo, com um vasto programa onde os vinhos produzidos no concelho de Palmela estarão em destaque. O público terá oportunidade de "provar e adquirir os melhores néctares, contactar com as empresas produtoras e participar num conjunto muito interessante de experiências enoturísticas na pitoresca aldeia vinhateira de Fernando Pó – caminhadas e passeios de charrete pelas vinhas aos showcookings e propostas gastronómicas com as adegas locais, bem acompanhadas dos vinhos mais indicados para cada ocasião", refere Andreia Bento, responsável pela organização do evento.
Sempre muito participado, o concurso de vinhos contará, este ano, com 28 tintos de 28 produtores locais, que estarão, também, disponíveis para prova pelo público durante todo o fim de semana, a par de 19 brancos.
Os 10 Melhores Vinhos do Ano serão divulgados no domingo, às 19 horas, depois de selecionados em prova cega pela Câmara de Provadores da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal.
"Este ano, a organização criou, também, um prémio cuja escolha será da responsabilidade do público. Além dos vinhos para prova e a concurso, o certame conta com doze pavilhões de empresas vinícolas da região", contou Andreia Bento.
A responsável pela mostra fez questão de endereçar um "agradecimento aos vitivinicultores" porque "é com e por eles que se realiza esta Mostra, são eles quer faça chuva, quer faça sol, que trabalham de sol a sol para que conseguirmos ter vinhos em prova".
A gastronomia acompanha sempre o vinho e não faltarão várias tasquinhas para petiscar e conviver, bem como diversos pavilhões de produtos regionais de qualidade, como os queijos, os enchidos e a doçaria. O colóquio técnico sobre o tema Viticultura de Precisão, a tradicional exposição de alfaias agrícolas e a animação musical completam o programa.

Câmara promete mais investimento em Fernando Pó
O presidente da Câmara de Palmela, Álvaro Amaro, disse em entrevista à PopularFM e à ADN que “esta iniciativa mostra a vitalidade do setor e sente-se que existe um ponto de viragem com um programa muito diversificado e a tentativa de captar novos públicos com a aposta no enoturismo”. Para o autarca "Fernando Pó é onde está parte do ADN dos vinhos de Palmela". São, diz ainda Álvaro Amaro, "muitos hectares de vinha que têm vindo a ser renovada".
O presidente da Câmara diz ainda que "estamos todos a investir com a remodelação e requalificação da Sociedade de Fernando Pó, o futuro centro nevrálgico da aldeia vinhateira, Centro Rural Vínico".
As obras, diz Álvaro Amaro, já começaram mas " infelizmente não vão estar concluídas, porque os concursos públicos sofreram muitos constrangimentos". No entanto, o autarca garante que a construção do pavilhão "começa imediatamente a seguir à Mostra, uma obra no valor de cerca de 159 mil euros. Um investimento que Fernando Pó merece”.
O autarca sublinha também que "os investimentos não vão ficar por aqui vão prosseguir e continuar a acrescentar valor a aldeia de Fernando Pó".
A "aposta ganha", feita pelo município e pelos produtores, há mais de 20 anos, que impulsionou o desenvolvimento do setor na região. "Tradição e família são dois conceitos fortemente associados à produção vitivinícola no concelho, assente nos produtos endógenos e na promoção de valores genuínos", realçou Álvaro Amaro.
As entradas na Mostra têm o valor simbólico de dois euros à sexta-feira e sábado e de um euro ao domingo. A aquisição do copo oficial da Mostra, no valor de três euros, garante o acesso à prova de todos os vinhos a concurso.
A organização é da responsabilidade da Comissão da Mostra e da Associação Cultural e Recreativa de Fernando Pó, com o patrocínio da Câmara de Palmela.

“Jardins de vinhas” marcam a paisagem das freguesias rurais
Os incontornáveis “jardins de vinhas” que se estendem ao longo das freguesias de Poceirão e Marateca - extensos territórios de vocação rural, que somam cerca de 281 quilómetros quadrados – marcam a paisagem, num convite à descoberta das tradições antigas e histórias de família, que se escondem em cada casa agrícola e em cada vinho.
A aldeia de Fernando Pó assume-se como ponto de partida para esta viagem de exploração, que pode começar com uma viagem de comboio a partir de Lisboa, através do programa “À Descoberta das Vinhas do Sado – Fernando Pó”.
Com embarque disponível na Gare do Oriente, Entrecampos, Sete Rios, Pragal e Pinhal Novo, esta viagem parte duma organização da Casa Ermelinda Freitas, da Fernão Pó Adega, da Adega Filipe Palhoça e da Câmara de Palmela, em parceria com a CP – Comboios de Portugal e o apoio da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, proporcionando visitas guiadas às adegas e experiências gastronómicas.

Agência de Notícias
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Festas Pinhal Novo 2016 - 9 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 8 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 7 Junho

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010