Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Seixal com 16,5 milhões de euros de saldo líquido em 2016

Contas "positivas" garantem "forte investimento" este ano

A Câmara do Seixal aprovou as contas referentes a 2016, registando um saldo líquido de “16 milhões 449 mil e 571 euros, o que configura, pelo sétimo ano consecutivo, exercícios onde os proveitos superam os custos”, anunciou a autarquia. Segundo o executivo municipal, os resultados demonstram “uma consolidação crescente da situação económica e financeira” do município, que conseguiu ainda abater no último ano 11,3 milhões de euros da dívida, “menos 14 por cento em relação à existente em 2015”. Ao mesmo tempo, o município realça que procedeu também “a uma nova diminuição do valor da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis, reduzindo assim a carga fiscal municipal junto da população pelo segundo ano consecutivo”.
Seixal fechou contas de 2016  com saldo de 16,5 milhões 

Estes resultados, salienta a autarquia, vão permitir dar andamento já em 2017 a “um conjunto importante de investimentos prioritários”. Cerca de 30 milhões de euros vão ser investidos “em obras de grande importância”, aponta a Câmara do Seixal, enumerando os casos da construção do Centro Distribuidor de Água de Fernão Ferro, a conclusão e abertura da EB/JI de Santa Marta do Pinhal, a conclusão do passeio ribeirinho do Seixal e a requalificação do núcleo urbano antigo, a construção do Núcleo de Náutica de Recreio de Amora, a conclusão da Praça Central da Torre da Marinha, o Estádio Municipal de Futebol e o concurso da Piscina Municipal de Aldeia de Paio Pires, entre outras intervenções.
Ao mesmo tempo, o município realça que procedeu também “a uma nova diminuição do valor da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis, reduzindo assim a carga fiscal municipal junto da população pelo segundo ano consecutivo”.
“Foram assim beneficiados directamente os 85 mil proprietários de imóveis no concelho que pratica também uma política tarifária das mais baixas das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, seja no abastecimento público de água ou na utilização dos equipamentos desportivos ou culturais”, aponta a autarquia.

As prioridades da autarquia 
A Câmara, presidida por Joaquim Santos, lembra também a opção pelo Plano de Consolidação Orçamental de iniciativa da autarquia, em detrimento do Programa de Apoio à Economia Local – vulgo PAEL, promovido pelo anterior Governo -, que “possibilitou em quatro anos reduzir a dívida da autarquia em mais de 36 milhões de euros, atingir saldos positivos de tesouraria e pagar todas as dívidas a fornecedores”.
“Estes excelentes resultados obtidos em 2016 irão permitir um reforço no investimento municipal com o lançamento dos processos de construção do Mercado Municipal da Cruz de Pau, do Centro de Dia do Casal do Marco, dos acessos ao novo Centro de Saúde de Corroios, dos apoios aos novos quartéis para os Bombeiros Mistos de Seixal e Amora, do Centro Residencial para Pessoas com Deficiência, do Estádio Municipal da Medideira, (Amora) entre outros processos em diferentes áreas, como a educação, o desporto ou a cultura”, sublinha Joaquim Santos.
O autarca salientando também “que estes resultados não teriam sido possíveis sem o grande trabalho desenvolvido pelos trabalhadores da Câmara do Seixal, elementos essenciais na prestação de serviço público de grande qualidade que é prestado à população do concelho do Seixal”.

Agência de Notícias com  Câmara do Seixal 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010