Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Alcochete requalifica miradouro Amália Rodrigues

Autarquia quer criar uma nova centralidade junto ao Tejo 

Com a intervenção no miradouro Amália Rodrigues, principal acesso ao centro de Alcochete, pretende a câmara municipal revitalizar uma das mais belas zonas de lazer e de estar da vila, que reúne as características de um privilegiado mirante, e prosseguir com o processo de regeneração urbana da frente ribeirinha. A requalificação do miradouro Amália Rodrigues constitui uma operação integrada no âmbito das obras de reabilitação do espaço público previstas na Estratégia de Reabilitação do Núcleo Antigo de Alcochete. A requalificação deste local privilegiado de visitação e lazer da vila de Alcochete permitirá "uma vista panorâmica para o estuário do Tejo, integrará uma escadaria informal e uma plataforma relvada e visitável como estadia protegida do trânsito rodoviário", explica Luís Miguel Franco. 
Miradouro Amália Rodrigues vai  ficar com este aspecto 

“É um privilégio para a câmara municipal trabalhar com professor Sidónio Pardal, autor também do projeto de requalificação do Passeio do Tejo, que sempre nos manifestou grande preocupação em que a intervenção não criasse uma rotura com a realidade existente e talvez por isso, o Passeio do Tejo foi absorvido de forma natural, porque as pessoas se reveem na obra”, disse Luís Miguel Franco.
“É esse pensamento que está presente como no projeto relacionado com a 2.ª fase da componente terrestre respeitante ao Jardim do Rossio, em relação ao Parque Urbano do Alto dos Moinhos e é também é esta filosofia que o professor está a desenvolver para o projeto de execução do Pinhal das Areias e Sítio das Hortas”, acrescentou o autarca.
Quanto à promenade prevista no projeto inicial, e que não vai avançar nesta fase, Luís Miguel Franco explicou que “não por ónus imputável à câmara municipal, mas porque não existiu possibilidade de negociar no mesmo formato com que negociámos com a Administração do Porto de Lisboa, no que respeita ao Passeio do Tejo, decidimos aproveitar os fundos comunitários do Portugal 2020 e nesse sentido sugerimos uma intervenção que permitisse no futuro a tal promenade”.
Para o professor Sidónio Pardal, responsável pelo projeto paisagístico, o miradouro Amália Rodrigues apresentou-se como um desafio e manifestou uma grande surpresa pelo desnível acentuado existente no local “que não permite a quem circula no passeio se deslumbre com a paisagem espantosa para o Tejo” e na apresentação do projeto ao executivo municipal explicou que vai ser criada “uma zona de estar que domina o campo panorâmico do rio e dá um sentido único diferenciador. “Sem as palmeiras o miradouro ficou um sítio vazio e era preciso dar-lhe um conteúdo, criar um relvado e dois mirantes, um de cada lado que vão criar um efeito interessante”, concluiu o professor Sidónio Pardal.

Operação integrada na reabilitação do espaço público da vila 
A requalificação deste local privilegiado de visitação e lazer da vila de Alcochete permitirá uma vista panorâmica para o estuário do Tejo, integrará uma escadaria informal e uma plataforma relvada e visitável como estadia protegida do trânsito rodoviário, que ficam sobranceiras em relação ao plano de água do rio, além de dois mirantes sobrelevados e arborizados que vão ajudar à definição de uma singularidade do local.
A requalificação do miradouro Amália Rodrigues enquadra-se numa operação integrada na reabilitação do espaço público contempladas na Estratégia de Reabilitação da Área de Reabilitação Urbana do Núcleo Antigo de Alcochete e no Plano de Ação de Regeneração Urbana da vila de Alcochete, com uma área de intervenção com cerca de cinco mil metros quadrados englobando, além do miradouro, a avenida dos Combatentes da Grande Guerra, desde o seu início até à rua do Norte.
Com esta intervenção pretende a câmara municipal "dar continuidade ao processo de regeneração urbana da frente ribeirinha de Alcochete, que integra o reperfilamento da via e a repavimentação dos arruamentos, privilegiando a área pedonal, com ensombramento assegurado pela plantação de árvores em caldeira nos passeios, reforçando a sua função de estar e de contemplação", sublinha o presidente da Câmara de Alcochete.

Agência de Notícias com Câmara de Alcochete 
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010