Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 21 de março de 2017

Extinto fogo na Sapec Química em Setúbal

Incêndio não teve qualquer perigo para o ambiente

Quatro depósitos de solventes da fábrica Sapec, em Setúbal, onde há um mês houve um incêndio num armazém de enxofre, estiveram esta manhã a arder. Uma pessoa sofreu queimaduras neste incêndio que terá começado perto do meio-dia e foi dado como extinto ainda antes das duas da tarde. De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal, o ferido é um homem, de 57 anos, presumivelmente funcionário da fábrica, situada na zona da Mitrena. O ferido foi assistido inicialmente no local por uma equipa de emergência médica e foi depois transportado para o hospital de São Bernardo, em Setúbal, com queimaduras em 30 por cento do corpo. A empresa garante que o incêndio não teve qualquer perigo para o ambiente e adianta que as causas do fogo ainda não estão apuradas. 
Fogo deflagrou  esta manhã na Mitrena, em Setúbal 

A Sapec Química refere que se tratou do primeiro incidente registado na fábrica de solventes, que está a laborar há 20 anos e garante que "possui todas as certificações ao nível da qualidade e do ambiente, integrando o núcleo de empresas 'Seveso' da península de Setúbal, com o cumprimento de todas as exigências que daí decorrem ao nível da segurança".
O comunicado refere ainda que o colaborador da empresa transportado para o Hospital de São Bernardo, em Setúbal, com queimaduras apresenta apenas ferimentos ligeiros e está fora de perigo.
Esta informação já foi confirmada por uma fonte do Hospital São Bernardo, que adiantou, no entanto, que o ferido ia ser transportado para o Hospital de São José, em Lisboa, para ser avaliado pela cirurgia plástica.
O comunicado da Sapec Química esclarece ainda que este incêndio "em nada se relaciona" com o que ocorreu em 14 de Fevereiro na Sapec Agro, "quer ao nível empresarial quer ao nível da laboração".
Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, estavam no local, cerca das 14 horas, 73 operacionais das forças de socorro e segurança, e 28 viaturas.
Em Fevereiro, um outro incêndio destruiu os armazéns de enxofre da Sapec Agro e provocou mais de uma dezena de feridos ligeiros, a maioria por inalação de fumos. Embora mantenha a designação Sapec, esta empresa já não pertence ao mesmo grupo económico.
A nuvem de fumo provocada pelo incêndio ocorrido no passado mês de Fevereiro obrigou a medidas de precaução da população residente nas localidades do Faralhão e de Praias-do-Sado e a Câmara Municipal decidiu o encerramento, por um dia, de diversos estabelecimentos de ensino do concelho de Setúbal.


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010