Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Vandalismo destrói ecopontos na Baixa da Banheira

Atos de vandalismo repetem-se, sobretudo ao fim-de-semana 

Vários ecopontos e contentores de resíduos sólidos urbanos foram incendiados na Baixa da Banheira, no concelho da Moita, durante o fim de semana, informaram os bombeiros da Moita. "Foram feitos vários pedidos de intervenção para a extinção de incêndio em contentores de resíduos sólidos urbanos e ecopontos na Baixa da Banheira", referem os Bombeiros Voluntários da Moita em comunicado. Esta já não é a primeira vez que "acendem fogo" a ecopontos e contentores de resíduos sólidos urbanos na zona. "Este tipo de vandalismo já causou prejuízos de centenas de milhares de euros aos cofres públicos das autarquias", diz o presidente da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Nuno Cavaco. 
Desde Novembro já arderam cerca de 40 ecopontos na região 


Por isso, os bombeiros apelam à população para que evite estacionar as suas viaturas perto dos ecopontos e contentores. A situação não é nova no concelho da Moita. Registaram-se já outras ocorrências do género em vários locais, mas a Baixa da Banheira é a área mais afetada. 
"Puxaram fogo a mais quatro contentores do lixo na freguesia da Baixa da Banheira. Depois da razia aos ecopontos, estão a destruir os contentores. Afetam a vida das pessoas e destroem as finanças das autarquias e empresas públicas", refere o presidente da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Nuno Cavaco, numa mensagem divulgada nas redes sociais. 
Esta já não é a primeira vez que "acendem fogo" a ecopontos e contentores de resíduos sólidos urbanos na zona. Este tipo de vandalismo já causou prejuízos de centenas de milhares de euros aos cofres públicos das autarquias. 
De acordo com Nuno Cavaco "estamos a falar de 30 ou 40 pontos de recolha que foram afetados nos últimos meses. Existem danos nos equipamentos, em mobiliário urbano e também em viaturas". Para o autarca da Baixa da Banheira, "estamos a falar de um desperdício de dinheiro. Existem pontos de recolha que foram incendiados duas ou três vezes depois de serem repostos". 
A Polícia de Segurança Pública conhece o problema e afirma estar a fazer o seu trabalho. "O problema é conhecido e estamos a investigar a situação. Existiram quatro ocorrências, todas na mesma madrugada", diz fonte policial. Mas de acordo com o autarca da Baixa da Banheira, é uma situação muito "complicada de se investigar porque era preciso ter quase um agente em cada ponto de recolha para conseguir apanhar em flagrante quem comete este tipo de crime".  
Também no concelho vizinho do Barreiro existem relatos de diversos incêndios em ecopontos e contentores, que ocorrem normalmente nas madrugadas dos fins de semana.
A melhor maneira, diz Nuno Cavaco, é que a população denuncie os casos. "As pessoas devem estar atentas e caso vejam alguma situação devem contatar de imediato as autoridades".

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010