Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Polícia Marítima inaugura instalações em Sesimbra

Mergulho Forense da Polícia Marítima instala-se no porto de Sesimbra 

As novas instalações do grupo de Mergulho Forense da Polícia Marítima foram inauguradas no Porto de Sesimbra, num momento que contou com a presença do Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, do Chefe de Estado-Maior da Armada e da Autoridade Marítima Nacional, Silva Ribeiro e da vice-presidente da Câmara de Sesimbra, Felícia Costa. De acordo com o Secretário de Estado da Defesa Nacional, "o prestígio que tem sido adquirido, pela ação dos homens e mulheres, que prestam serviço na Autoridade Marítima Nacional e na Polícia Marítima, justifica estarmos aqui a reconhecer esse trabalho que tem sido feito", sublinhou Marcos Perestrello, durante o seu discurso. O Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas é constituído por 11 elementos, localizados no continente e dois Grupos destacados na Madeira e nos Açores.
Secretário de Estado da Defesa inaugura  instalações em Sesimbra

"As instalações que hoje estamos a inaugurar significam, por um lado, o reconhecimento da importância do Grupo de Mergulho Forense e, por outro, o esforço que tem sido feito para melhorar as capacidades da Autoridade Marítima e, em particular, da Polícia Marítima", sublinhou o Secretário de Estado.
Marcos Perestrello fez questão de reforçar o esforço que tem sido feito para melhorar as capacidades da Autoridade Marítima Nacional e, em particular, da Polícia Marítima, "ao nível de melhoria das instalações, no reequipamento com novas embarcações e com novos equipamentos individuais, no esforço de capacitação de pessoal e o aumento de pessoal dos quadros do Instituto de Socorros a Náufragos".
Por seu turno, o Chefe de Estado-Maior da Armada afirmou que as novas instalações "contribuem para dar maior organização e capacidade à Polícia Marítima".
Presente na cerimónia, a vice-presidente da Câmara de Sesimbra referiu que "é uma honra e um orgulho para uma terra que tem fortes ligações ao mar" acolher as instalações do Grupo de Mergulho Forense.
Para além da inauguração das novas instalações, realizou-se uma demonstração das capacidades do Grupo Forense, e a condecoração do sub-chefe Pedro Moita Jardim, responsável pela equipa de Mergulho Forense.

Grupo com onze elementos
O Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas é constituído por 11 elementos, localizados no continente e dois Grupos destacados na Madeira e nos Açores.
É a única força policial no País com capacidade para a investigação em ambientes marítimos subaquáticos, ligada a ocorrências que de alguma forma indiciem a prática de crimes, na qual a deteção, recolha e preservação da prova são fundamentais no âmbito dos processos judiciais.
Distingue-se, por isso, das demais forças policiais pela sua preparação e capacidade de intervenção em áreas marítimas de particular complexidade, como é o caso do meio subaquático.
Após a inauguração das novas instalações e da demonstração das capacidades do grupo, deu-se início à cerimónia de condecoração do subchefe Pedro Moita Jardim, atual chefe do Grupo de Mergulho Forense da Polícia Marítima, que foi condecorado com a Medalha de Cruz Policial Marítima de 4.ª classe.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010