Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Câmara do Montijo atenta aos problemas de Canha

Executivo municipal faz levantamento das prioridades em Canha 

O presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta, e os vereadores Francisco Santos e Maria Clara Silva iniciaram mais um ciclo de visitas pelas freguesias do concelho. A primeira foi em Canha, no início deste mês. O executivo municipal começou por se reunir com o executivo da Junta de Freguesia, visitou algumas instituições do concelho como a Sociedade Recreativa e Cultural das Taipadas, a Casa do Povo de Canha, a Santa Casa da Misericórdia, os Bombeiros de Canha e a empresa Novo Sol Plantas.  A ETAR de Canha, as obras na EN4 e o novo aeroporto foram alguns dos temas abordados.

Executivo municipal visitou Canha 

Nuno Canta recordou alguns dos investimentos feitos na freguesia como o aumento de 22 mil euros, na transferência financeira da câmara ao abrigo do acordo de execução de competências na junta de freguesia e a cooperação com as instituições da freguesia como foi o caso da “pintura do quartel dos bombeiros de Canha e o apoio financeiro para obras na Sociedade Recreativa e Cultural das Taipadas bem como dobrar o apoio financeiro às festas populares”.
O presidente também anunciou que a autarquia vai proceder ao alcatroamento da Estrada dos Guerreiros “melhorando o acesso à empresa Novo Sol Plantas que emprega centenas de pessoas”.
Quanto à ETAR de Canha o autarca esclareceu que “a Câmara Municipal sempre insistiu para a necessidade de fazer a ETAR mas que a responsabilidade é da empresa Águas de Lisboa e Vale do Tejo, outrora Simarsul, que nos informou que a situação está praticamente resolvida e vai assinar o contrato com a empresa que irá realizar a obra no início de Março”.
Outras das questões colocadas prendeu-se com as obras de reabilitação da EN4. “Temos insistindo na resolução dessa questão com o governo. Conseguimos, em Janeiro, que a obra constasse no orçamento de 2017/18 está já prevista e autorizada pelo Ministro das Finanças no orçamento a execução desta obra, no valor de quatro milhões e meio de euros, a realizar em dois anos, uma vez que compreende 25 quilómetros e não se pode parar a circulação da mesma”, disse o autarca.
Em relação ao novo aeroporto Nuno Canta mostrou-se confiante que mesmo sendo localizado na Base Aérea N.º 6 do Montijo terá influência sobre Canha.
“É uma grande estrutura que vai criar desenvolvimento em todo o nosso território em várias áreas, nomeadamente no turismo. Com o aeroporto produz-se riqueza e emprego para os nossos filhos e para os nossos netos ” recordou o presidente sublinhando que “Montijo quer ser um concelho com aeroporto, que tira benefício disso mas com qualidade de vida”.

Agência de Notícias com Câmara do Montijo 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010