Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Junta de Freguesia requalifica Mercado da Lota em Setúbal

Mercado da Lota muda para Mercado do Rio Azul

A União das Freguesias de Setúbal vai investir cerca de 120 mil euros na requalificação do denominado Mercado da Lota, uma obra que deverá ter início em Janeiro do próximo ano, anunciou o presidente da autarquia, Rui Canas. Instalado no espaço da antiga lota de Setúbal, o mercado vai ser requalificado por trabalhadores da União de Freguesias de Setúbal, que tem um total de 56 operacionais, muitos deles aptos a executarem as obras previstas para o mercado da lota, que deverão estar concluídas no final de Março de 2017. Irá chamar-se Mercado do Rio Azul. 
Mercado da  Lota, em Setúbal, vai ser requalificado 

"Vamos utilizar um espaço alternativo, no mesmo edifício onde funciona o mercado da lota, para que os comerciantes possam exercer a atividade durante os cerca de três meses de obra", disse Rui Canas, que falava numa conferência de imprensa em que também anunciou algumas mudanças no funcionamento do mercado.
De acordo com o autarca, o mercado vai ter um novo regulamento e as novas bancas vão custar 50 euros/mês. Atualmente os comerciantes pagam 36 euros/mês, mas "alguns deles não pagam e têm uma dívida à União de Freguesias de Setúbal que ascende a mais de 20 mil euros".
"Esperamos que aqueles que não pagam se vão embora e que venham outros que paguem", disse Rui Canas, assegurando que a União de Freguesias de Setúbal já tem manifestações de interesse de mais de uma dezena de novos comerciantes interessados nas novas bancas, que serão adjudicadas por 1800 euros.
Segundo Rui Canas, as obras de requalificação preveem também uma melhor organização do espaço disponível, uma vez que está prevista uma redução das atuais 72 bancas (só 48 estão a ser utilizadas) para apenas 50. Cada uma ficará com cerca de um metro e meio.

Mercado da Lota muda de nome 

Na conferência de imprensa realizada na Casa da Baía, o autarca referiu ainda que, com a entrada em vigor do novo regulamento, os comerciantes que não pagarem a mensalidade das bancas perdem o direito às mesmas ao fim de três meses.
Além da instalação de novas bancas e da remodelação de diversas infraestruturas, desde a rede elétrica, abastecimento de água e sistema de recolha e tratamento de resíduos de peixe, o novo mercado vai dar resposta a um conjunto de novas exigências legais no que respeita à comercialização de bens de consumo e do pescado, apontou.
Com as obras de requalificação, o Mercado da Lota, que é gerido pela União de Freguesias de Setúbal, mas funciona num edifício da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, vai também ganhar um novo nome: Mercado do Rio Azul.

Agência de Notícias com Lusa

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010