Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama aumentam portagens

Portagens nas pontes aumentam entre 5 e 15 cêntimos em 2017

Passar nas duas pontes sobre o Tejo, entre o distrito de Setúbal e a capital portuguesa, vai ficar mais caro a partir de 1 de Janeiro. De acordo com o Ministério do Planeamento e Infra-estruturas, a revisão anual do valor das portagens vai levar a que os veículos de classe 1 que passam em ambas as pontes (25 de Abril e Vasco da Gama) passem a pagar mais cinco cêntimos. O valor dos aumentos estende-se até aos 15 cêntimos, variação a aplicar aos veículos de classe 4 e, neste caso, apenas na ponte Vasco da Gama. O ministério adianta que os contratos com a concessionária Lusoponte relativos a estas duas pontes “prevê uma revisão anual”. 
Passar as pontes vai ficar mais caro no inicio do ano 

Assim, no caso da 25 de Abril um veículo de classe 1 passa a pagar 1,75 euros de portagem, enquanto na Vasco da Gama pagará 2,75 euros. O aumento aplicado aos veículos de classe 4 na Vasco da Gama resultará num preço de 11,85 euros a pagar pelo condutor. Estas alterações resultam da revisão anual constante do contrato de concessão assinado com a Lusoponte.
Por outro lado, segundo o comunicado enviado às redacções, é também feita a actualização prevista nos contratos de concessão das auto-estradas, que todos os anos são revistos de acordo com a inflação.
O Governo argumenta que a actualização chega a 22 por cento das taxas aplicadas, sendo de "apenas" cinco cêntimos na generalidade das taxas de classe 1 e de dez cêntimos "num número reduzido de situações", ficando 78 por cento das taxas inalteradas.
Assim, das mil taxas de portagem existentes nas várias concessões em causa, 780 não serão alteradas e 220 sofrerão actualizações de preços.
Nas concessões da Brisa é onde se verifica um maior número de alterações de taxas - das 364, menos de um terço, 105, vão ganhar novos preços no ano que vem.
Das 300 taxas nas concessões Norte Litoral, Grande Porto, Costa de Prata, Interior Norte, Beira Litoral e Alta, Beira Interior e Algarve, serão actualizadas 64.
O menor número de alterações (nove em cada uma) acontece nas concessões Douro Litoral, Litoral Centro e Oeste.

Porque aumentam as portagens
A revisão anual das taxas de portagem nas autoestradas entra em vigor a 1 de Janeiro de 2017, de acordo com os respetivos contratos de concessão, que preveem a atualização com base na variação do índice de preços ao consumidor.
O índice de preços ao consumidor de Outubro, excluindo habitação, que serve de referência à atualização anual das portagens, foi de 0,84 por cento, sendo essa a proposta que as concessionárias de autoestradas terão feito ao Governo.
O método de atualização das portagens inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos, a portagem manter-se-á inalterada. No entanto, se o aumento for superior a 2,5 cêntimos, há um arredondamento automático para cinco cêntimos.
Em 2016, a atualização nas taxas de portagem das autoestradas nacionais abrangeu apenas 10 por cento dos troços das vias onde há cobrança aos utilizadores e numa atualização de apenas cinco cêntimos.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Festas Pinhal Novo 2016 - 9 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 8 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 7 Junho

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010