Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Montijo discutiu diagnóstico local sobre violência doméstica

"Câmara preocupa-se com estas questões há muito tempo"

No final da semana passada teve lugar na Casa do Ambiente, no Montijo, a apresentação do Diagnóstico Local sobre Violência Doméstica e de Género: Resultados e Pontes para um Plano de Intervenção Futuro. 
Maria Clara Silva, vereadora do Pelouro do Desenvolvimento Social e Promoção da Saúde da Câmara do Montijo, sublinhou que a autarquia tem realizado um trabalho nesta área há mais de 10 anos. “Quem está no terreno tem um conhecimento e uma sensibilidade muito concreta dos problemas do dia-a-dia e, por isso, pretendemos ao construir este plano que ele tenha medidas concretizáveis mas também possa enriquecer o plano nacional que certamente será feito com o contributo de todos os planos locais”, disse a autarca. 
Diagnóstico Local sobre Violência Doméstica em debate

O Diagnóstico Local sobre Violência Doméstica e de Género realizado pela primeira vez pretende ser um ponto de partida para desenhar novos Planos de Ação na área da violência de Gênero. Para a sua elaboração foram recolhidos dados identificados e registados pelas entidades parceiras da Rede de Apoio a Mulheres em Situação de Violência e outras, que permitiram caraterizar o Concelho do Montijo na área da Violência Doméstica e de Género.
O presidente da Câmara do Montijo afirmou que o trabalho desenvolvido pela Rede de Apoio a Mulheres em Situação de Violência no combate ao flagelo da violência doméstica é motivo de orgulho. O Diagnóstico para Nuno Canta é “um trabalho muito importante. Uma das questões fundamentais para atuar contra a violência é termos um profundo conhecimento dos casos para podermos ter estratégias eficazes e mais sucesso na nossa capacidade de acção”.
O encerramento esteve a cargo de Maria Clara Silva, vereadora do Pelouro do Desenvolvimento Social e Promoção da Saúde e de João Paiva, Coordenador do Núcleo para a Promoção da Cidadania e Igualdade de Género da CIG (Comissão para a cidadania e Igualdade de Género).
Maria Clara Silva referiu que a Câmara do Montijo tem realizado um trabalho nesta área há mais de 10 anos. “Quem está no terreno tem um conhecimento e uma sensibilidade muito concreta dos problemas do dia-a-dia e, por isso, pretendemos ao construir este plano que ele tenha medidas concretizáveis mas também possa enriquecer o plano nacional que certamente será feito com o contributo de todos os planos locais”.

Rede com resultados positivos 
João Paiva comentou que “a rede do Montijo é privilegiada porque tem uma câmara que se preocupa com estas questões há muito tempo, a primeira a ter um Plano para a Igualdade e é natural que tenha esta Rede de Apoio também pioneira a nível nacional mas como é evidente há muitas coisas a melhorar e um caminho grande a percorrer”
O coordenador mostrou se satisfeito com os resultado do Workshop. “Acho que tudo o que foi identificado neste discussão estamos num caminho muito bom até para transferir o conhecimento para outras redes. Fiquei muito contente de ver o resultado deste trabalho”, disse João Paiva.
Recorde-se que no passado dia 25 de Novembro assinalou-se o Dia Internacional para a eliminação da Violência contra as Mulheres. Segundo a Plataforma Portuguesa sobre os direitos das Mulheres, 29 mulheres perderam a vida, durante o ano de 2015.
O workshop contou ainda com a presença de Margarida Medina Martins, vice-presidente da Associação de Mulheres Contra a Violência e de Maria Sherman de Macedo, diretora técnica do Centro de Atendimento da Associação de Mulheres contra a Violência.
Consulte aqui o Diagnóstico Local sobre Violência Doméstica e de Género. 

Agência de Notícias com Câmara do Montijo 

0 comentários:

Enviar um comentário

Festas Pinhal Novo 2016 - 9 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 8 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 7 Junho

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010