Dá um Gosto ao ADN

sábado, 19 de novembro de 2016

Jovem de 18 anos encontrado morto na Quinta do Conde

Jovem espancado foi visto pela última vez num café junto a escola

Bruno Rodrigues, o jovem de 18 anos que foi encontrado morto na quarta-feira à noite, em Quintado Conde, Sesimbra, foi visto pela última vez junto à escola onde estuda o irmão mais novo às 16 horas, disse a TVI. O corpo foi encontrado depois das 23 horas, junto a um campo de futebol e com indícios de que terá sido espancado até à morte, com um objeto contundente. O rosto estava desfigurado. A morte foi declarada no local. O jovem apareceu sem o telemóvel e sem a carteira, sabe-se que tinha saído com os amigos. A Policia Judiciária de Setúbal está a investigar o caso. 
Corpo do jovem foi encontrado na quarta-feira à noite

De acordo com as informações da TVI o jovem de 18 anos foi visto na quarta-feira num café junto à escola onde estuda o irmão ao meio-dia. Saiu e regressou novamente às 15h30. Voltou a sair às quatro da tarde e não voltou ali. Os pais estranharam a sua ausência porque Bruno não foi buscar o irmão à escola, que sai habitualmente entre as 16h30 e as 17 horas.
Resta saber o que aconteceu entre as 16 horas e até ao momento em que foi encontrado morto, numa mata, já depois das 23 horas. O corpo do jovem foi encontrado a cerca de cem metros da Associação Desportiva da Quinta do Conde por um homem que passeava o cão.
O jovem apresentava múltiplas lesões e tinha a face completamente desfigurada. Terá sido espancado com violência no tronco e na cabeça "com um objecto contundente", sendo que "todos os indícios apontam para um caso de homicídio". No local estiveram os Bombeiros de Sesimbra, o INEM de Setúbal e a GNR, mas já não havia nada a fazer.
Na Quinta do Conde, onde o rapaz vivia, o ambiente é de choque e os populares não querem falar nem dar entrevistas.
Bruno Rodrigues é considerado um miúdo simpático, educado e bem disposto. Vivia na Quinta do Conde com o pai, a madrasta e um irmão de dez anos. Por causa de conflitos familiares, não tinha qualquer contacto com a mãe, segundo dizem os amigos. não frequentava a escola. 

Autópsia confirma morte à paulada de jovem
O resultado preliminar da autópsia ontem realizada ao cadáver de Bruno Rodrigues, o jovem de 18 anos morto ao final da noite de quarta-feira na Quinta do Conde, aponta a agressão na cabeça com um objeto contundente (pau ou ramo de árvore), como causa direta da morte, escreve hoje o Jornal Correio da Manhã.  A PJ de Setúbal já está na posse deste dado, reforçando a hipótese de crime violento. O cadáver de Bruno Rodrigues permanece na morgue do hospital de Setúbal, onde foi realizada a autópsia. 
Só uma autorização do Ministério Público permitirá que seja libertado para a realização do funeral, que deverá acontecer no cemitério da Quinta do Conde. 
Esta sexta-feira, ex-colegas e amigos do jovem homenagearam-no na Escola Básica da Boa Água, que Bruno frequentou até ao ano letivo passado. Usaram t-shirts com o nome de Bruno e com o símbolo da equipa de basquetebol americana que o jovem tinha no boné encontrado no local da morte. 
O jovem concluiu ali o 9º ano e pensava agora tirar a carta de condução para depois procurar emprego. Tânia Silva, mãe de um colega do irmão mais novo do jovem, de 10 anos, foi das últimas a ver Bruno com vida. "Ele veio buscar o irmão à escola, pelas 14 horas de quarta-feira", frisou. A testemunha disse ainda ao Correio da Manhã ter visto o jovem a fumar e depois a caminhar com o irmão. Nessa tarde, Bruno esteve num ginásio a praticar desporto e depois desapareceu. 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010