Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Autarquia renova parceria com Vitória de Setúbal

Vitória e Setúbal dão, de novo, as mãos em dia de aniversário 

Depois da vitória em Castelo Branco, contra o Benfica local, que garantiu a presença nos oitavos de final da Taça de Portugal, a família vitoriana reuniu-se no pavilhão Antoine Velge, em Setúbal, para festejar os 106 anos de vida do Vitória Futebol Clube. A presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, reiterou no dia 20 à noite o empenho na valorização do Vitória e a disponibilidade no trabalho em parceria em proveito do clube. “Continuamos profundamente empenhados na valorização do clube, seja encontrando, conjuntamente, soluções que permitam que cresça e se renove, seja envolvendo o clube nas grandes iniciativas desportivas que se realizam na cidade”, afirmou a autarca no jantar do 106.º aniversário do maior clube da cidade e do distrito. O projeto para a construção da Academia do Vitória, no Vale do Cobro, foi uma das ideias estruturantes lançadas por Fernando Oliveira para o futuro. 
Vitória festejou no sábado 106 anos 

Maria das Dores Meira apontou, como exemplos, as soluções encontradas pela autarquia com a “requalificação do Pavilhão Antoine Velge, ou com o arranjo e o asfaltamento das zonas exteriores do estádio e a requalificação de espaços interiores, como a secção de ginástica, tal como já havia sido feito noutras secções desportivas”.
Num discurso onde começou por saudar “todos os associados e adeptos do clube espalhados pelo mundo”, assegurou que a Câmara de Setúbal continua disponível para, no contexto das responsabilidades e das competências municipais, analisar todas as propostas de trabalho que o clube queira apresentar e tenham condições de ser viabilizadas.
"Olhamos para o Vitória como uma realidade com grandeza superior à soma das pessoas que, no dia a dia, se empenham como dirigentes ou associados. A nossa visão do clube é esta, a de uma instituição da cidade que importa preservar, procurando, sempre, com serenidade, o melhor caminho, mas nunca hipotecando o necessário respeito mútuo exigível”, sublinhou a autarca.
Por isso, a presidente do município  renovou o desejo de que o clube “saiba sempre, sejam quais forem as circunstâncias, encontrar o melhor caminho para que possa continuar a ser um dos mais destacados símbolos” de Setúbal.

Trabalho em conjunto 

Maria das Dores Meira dirigiu saudações ao presidente da direção do clube, Fernando Oliveira, “entregues por quem sempre soube reconhecer o valor deste grande clube, por quem sempre soube pôr toda a sinceridade nas palavras e nos atos que pratica, mas que também sempre soube distinguir o que é verdadeiramente importante do acessório”.
A autarca definiu um conjunto de fatores fundamentais na relação entre as duas instituições. “O importante é que discordemos quando temos de discordar, que concordemos quando temos de concordar. Mas que ambos saibamos contribuir para fazer o Vitória maior e melhor. De uma coisa estou certa: ambos trabalhamos intensamente em prol da nossa cidade, em nome desta realidade maior e que a todos suplanta que é Setúbal”.
Maria das Dores Meira frisou a “importância daquele que é o maior clube da cidade e um dos maiores de Portugal”, realidade que pode confirmar-se quando se viaja para fora do concelho e do país e se fala de Setúbal.

Vitória quer academia no Vale do Cobro 
Hélio Sousa um dos distinguidos na noite de 20 de Novembro 
O projeto para a construção da Academia do Vitória, no Vale do Cobro, foi uma das ideias estruturantes lançadas por Fernando Oliveira para o futuro e também aqui a cooperação entre as duas entidades se assume como fundamental.
Momento significativo para os cerca de 350 convivas, a homenagem a Meyong e Hélio, dois símbolos do Vitória. O primeiro a explicar que se apaixonou pelo clube e pela sua cidade adotiva e a assumir a responsabilidade de "transmitir a mística aos mais novos". Discurso interrompido muitas vezes pela saudável brincadeira dos companheiros.
Já Hélio, histórico capitão, garantiu que nunca abraçou outros projetos de clubes maiores porque se sentia já no "maior clube".
“Há sempre alguém que conhece este ou aquele jogador que por aqui passou, alguém que se lembra deste ou daquele jogo do Vitória ou se recorda de uma velha glória do clube por onde tantos e enormes valorosos desportistas passaram”, afirmou a presidente da Câmara de Setúbal na cerimónia, durante a qual foram entregues os emblemas aos associados, ou respetivos herdeiros, com 75, 50 e 25 anos de filiação, e homenageados os atletas, dirigentes e treinadores que mais se destacaram no último ano nas diferentes modalidades.
Com equipa e treinador na sala, destaque ainda para as presenças de Pedro Proença, presidente da Liga, e de Júlio Vieira, em representação da Federação Portuguesa de Futebol.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010