Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 17 de maio de 2016

PCP quer nova escola em Sesimbra

Deputados questiona a situação da escola Navegador Rodrigues Soromenho

O PCP de Setúbal está preocupado com a situação da Escola Básica de 2º e 3º ciclos Navegador Rodrigues Soromenho, em Sesimbra. Para os comunistas "as atuais instalações, para além de exíguas, são desadequadas e precisam de uma enorme requalificação (há espaços, em particular junto ao refeitório que têm muita humidade)". Há muito que a comunidade escolar e as autarquias reivindicam a ampliação da escola. A Câmara de Sesimbra já cedeu um terreno para esse efeito. "É urgente a requalificação das atuais instalações da escola e a construção de um novo edifício com 10 salas de aula, biblioteca, novo espaço para a secretaria e também uma zona coberta", referem os comunistas.  Lembre-se de que a escola data dos anos 40 do século passado, com uma tipologia de edifico único com quatro andares.
Deputados do PCP denunciam falta de condições na escola 

A escola tem no presente ano letivo 24 turmas, mas dispõe somente de oito salas de aula. Tem em funcionamento mais espaços como sala de aula, mas, de acordo com o PCP, "são espaços adaptados e que não oferecem as condições adequadas para esse fim".  
A carência de salas de aula é de tal forma grande que há aulas a funcionarem no refeitório, na antiga secretaria ou noutros espaços exíguos. No espaço da escola existem edifícios pré-fabricados (cujas coberturas têm amianto), colocados desde os anos 80, que funcionam também como salas de aula, apesar de não disporem de condições adequadas para o processo ensino/aprendizagem. A escola precisava de pelo menos mais 10 salas de aula.
Na escola existe um ginásio que é utilizado para as aulas de educação física, "que para além de não responder às necessidades decorrentes do currículo da disciplina de educação física, não permite um adequado funcionamento da escola (devido ao ruído)", sublinha o PCP em comunicado. "Face à falta de espaço para a prática da educação física, desde o final dos anos 70 que o Ministério da Educação arrendou um ginásio gimnodesportivo a uma coletividade local. "Atualmente, o valor do arrendamento é de 1580 euros mensais", dizem os comunistas que reafirma ainda que  "ao longo destas décadas, o total das verbas dispendidas poderia ter sido utilizado, por exemplo, na tão necessária ampliação da escola. O facto de os estudantes se deslocarem para este espaço fora da escola levanta também preocupações ao nível da segurança durante o percurso". 
O PCP refere ainda que, para além destas limitações, não há praticamente espaços para os estudantes. "O bar é o mesmo para professores e estudantes; o arquivo está em más condições; todos os espaços da escola estão aproveitados, incluindo os vãos de escada, até para fazer atendimentos ou apoios, porque não há salas para estes fins; o arquivo está em péssimas condições e quando as condições climatéricas estão desfavoráveis o funcionamento da escola é simplesmente caótico", denuncia o partido.
Há muito que a comunidade escolar e as autarquias reivindicam a ampliação da escola. A Câmara de Sesimbra já cedeu um terreno para esse efeito. "É urgente a requalificação das atuais instalações da escola e a construção de um novo edifício com 10 salas de aula, biblioteca, novo espaço para a secretaria e também uma zona coberta", refere o mesmo comunicado.
Em 2015, o Ministério da Educação pediu um conjunto vasto de informação sobre as necessidades da escola com vista ao desenvolvimento de uma candidatura no âmbito do Programa 2020. A escola forneceu todas as informações solicitadas, mas até ao momento não teve nenhum conhecimento sobre o processo.
A situação a que esta escola chegou ao nível das suas instalações é "reflexo das políticas de sucessivos governos de desinvestimento na educação e na Escola Pública. A requalificação e a ampliação desta escola é urgente e deve constituir uma prioridade", lembram os comunistas.
Os deputados do PCP por Setúbal, Paula Santos, Francisco Lopes e Bruno Dias, querem saber como avalia o Governo as condições em que funciona  esta escola de Sesimbra e qual o ponto de situação do processo no âmbito do Programa 2020.
Os deputados comunistas também questionaram o Governo sobre a inscrição desta escola no âmbito duma intervenção prioritária para serem tomadas as medidas correspondentes, e qual a perspetiva para a requalificação e ampliação desta escola.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010