Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 10 de maio de 2016

Fotografia distingue jovem de 16 anos em Setúbal

Concurso inspirou cerca de mil imagens

Catarina Pires, com o primeiro lugar na categoria digital, o prémio Jovem Revelação e ainda duas menções honrosas, foi a grande vencedora da 13.ª Meia Maratona Fotográfica de Setúbal, cuja entrega de prémios decorreu no sábado, na Casa da Cultura. A prova, organizada pela Câmara de Setúbal, com o apoio e patrocínio de várias entidades, contou com a participação de mais de duas dezenas de fotógrafos amadores, que, no dia 5 de Março, percorreram o concelho à procura das melhores imagens para ilustrar o tema principal, “Um Olhar sobre o Desporto”. A mostra, patente na Casa da Cultura pode ser vista até 25 de Maio. 

Jovem de 16 anos ganha concurso de fotografia em Setúbal 

Surpreendida, mas visivelmente feliz, Catarina Pires, 16 anos, estudante setubalense e fotógrafa por paixão, recebeu o prémio principal do concurso, que para os três primeiros classificados inclui uma noite para duas pessoas nas distintas unidades hoteleiras parceiras nesta iniciativa, material e equipamento fotográfico e um jantar para duas pessoas em restaurantes do concelho.
Catarina Pires, a participar na iniciativa municipal pela primeira vez, arrecadou o melhor conjunto de fotografias nos 12 subtemas a concurso, dedicado a Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.
“Só tivemos conhecimento dos subtemas no dia do concurso. Pensei: ‘Bem, desporto… há muita gente em Setúbal a fazer desporto de manhã.’ Não tive nenhuma estratégia. Tudo surgiu no momento”, adiantou a jovem.
O percurso da jovem na Meia Maratona Fotográfica de Setúbal foi feito a três, na companhia do pai e de um primo que serviu de modelo para a fotografia na categoria “Crianças e Jovens”, que lhe valeu uma menção honrosa e o prémio Jovem Revelação.
Catarina Pires não tem dúvidas sobre a melhor imagem que captou no concurso, um instantâneo a preto e branco, de um atleta a praticar vela no Parque Urbano de Albarquel, distinguida com outra menção honrosa. “Foi uma fotografia captada no subtema ‘A Deslizar a Rolar’, que me deu gosto em fazer, mas que a tirei sob perspetivas bastante diferentes”.
Para o próximo ano a competição está posta de lado, uma vez que, como estabelece o regulamento da prova, integra o grupo de jurados que avalia os futuros concorrentes. “Com muita pena minha, não vou poder participar”.
Os setubalenses Joana Dionísio, 19 anos, com menções honrosas nos subtemas “Detalhe” e “Serenidade”, no segundo lugar, e Jorge Augusto, 26, com distinções em “Luz”, “Detalhe” e “Deficiência”, no terceiro, completaram o pódio da 13.ª Meia Maratona Fotográfica de Setúbal, integrada no programa municipal m@rço.28, que assinala localmente o Mês da Juventude.
A participar pela segunda vez na iniciativa municipal, Sofia Vilar, 21 anos, destacou-se nesta edição com uma fotografia captada na rotunda localizada no fim da A12, junto do centro comercial Alegro, com uma decoração inspirada em Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.~

A fotografia é “uma língua que o município não descura”
O júri da prova, constituído por Manuela Viegas e Mário Peneque, ambos da Câmara  de Setúbal, Ana Castela, vencedora da edição do ano passado, e José Rasquinho, da associação de artistas plásticos Artiset, elegeu a imagem de Sofia Vilar, do subtema “Luz”, como Melhor Fotografia do concurso.
A fotografia é uma presença constante no quotidiano da setubalense, estudante de medicina. “Ando sempre com a máquina atrás à procura de novas coisas para fotografar, principalmente imagens da natureza, animais e monumentos”, revela.
O tema desta edição, “Um Olhar sobre o Desporto”, inspirou as cerca de mil imagens captadas pelas máquinas dos 25 concorrentes do concurso, dinamizado ao longo de 12 horas, que proporcionou momentos de lazer e convívio e deu a conhecer cantos e recantos do concelho.
“Parabéns aos participantes, que, sem eles, não haveria concurso”, felicitou o vereador com o pelouro da Juventude, Pedro Pina, aproveitando para agradecer o apoio da Canon e da Fnac, empresas que estiveram presentes na cerimónia de entrega de prémios, representadas por Hugo Luz e Mário Filipe.
A fotografia é “uma língua que o município não descura”, assinalou o autarca, para se referir ao programa dos 110 anos do fotógrafo setubalense Américo Ribeiro, a decorrer no concelho ao longo de 2016, com “um programa cultural abrangente que engloba várias atividades para a população”.
Após a entrega de prémios na Sala José Afonso da Casa da Cultura, foi inaugurada, no Espaço das Artes, no mesmo equipamento, a exposição com as melhores imagens da prova, incluindo a melhor fotografia, de Sofia Vilar, a par das 18 películas classificadas com menções honrosas.
A mostra, patente naquele local até dia 25 de Maio, pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 16 horas às 19h30 e das 20h30 às 23 horas, assim como aos domingos, das 16 às 20  horas.
A exposição, de caráter itinerante, é depois apresentada no Bar Carpe Noctem, na Praça Machado dos Santos, na Fonte Nova, entre 3 e 30 de junho, passando, durante um ano, por diversas galerias e espaços do concelho.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010