Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 12 de abril de 2016

Poeta Sebastião da Gama evocado em Azeitão

Sebastião da Gama “faz parte da história da cidade”

Sebastião da Gama foi homenageado no dia 10 de Abril, data em que faria 92 anos, com uma cerimónia de deposição de flores na estátua do poeta em Vila Nogueira de Azeitão. Carla Guerreiro, vereadora da Câmara de Setúbal, e Celestina Neves, presidente da Junta de Freguesia de Azeitão, colocaram coroas de flores na base do monumento, localizado na Praça da República, durante a evocação, a que assistiram ainda representantes da Associação Sebastião da Gama.


Câmara de Setúbal comemorou o aniversário do poeta da serra 
A vereadora Carla Guerreiro sublinhou que a Câmara Municipal “associa-se a esta homenagem e pretende fazê-lo sempre” porque Sebastião da Gama “faz parte da história da cidade”.
A deposição de flores é uma das iniciativas de um programa comemorativo organizado pela Câmara Municipal, pela Associação Cultural Sebastião da Gama e pela Junta de Freguesia de Azeitão, para assinalar o 92.º aniversário do poeta e pedagogo natural de Azeitão, falecido prematuramente, aos 27 anos.
O programa contou igualmente com um concerto evocativo pelo Coro Setúbal Voz, realizado no dia 9 à noite, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a interpretação de 11 temas, num reportório do clássico ao fado.
O novo Coro Setúbal Voz, fundado este ano, é composto por cerca de três dezenas de coralistas, orientados pela maestrina Gisela Sequeira.
O programa comemorativo do 92.º aniversário do poeta azeitonense reserva ainda entrega de prémios do concurso literário “Arrábida Poesia”, no dia 16, às 15 horas, no Museu Sebastião da Gama, a que se segue, às 16h00, um roteiro de poesia com a declamação de poemas em vários pontos de Vila Nogueira de Azeitão, atividade dinamizada em parceria com a Casa da Poesia de Setúbal.
No dia 30, às 15h30, no Museu Oceanográfico, no Portinho da Arrábida, é promovida a palestra “Sebastião da Gama e a Serra-Mãe”, por João Ribeiro, iniciativa desenvolvida em parceria com o Parque Natural da Arrábida.
Sebastião Artur Cardoso da Gama nasceu em 10 de Abril de 1924, em Vila Nogueira de Azeitão, tendo completado a licenciatura em Filologia Românica em 1947 na Faculdade de Letras de Lisboa.
“Serra-Mãe”, de 1945, foi a primeira obra do poeta editada em vida, seguindo-se “Cabo da Boa Esperança”, de 1947, e “Campo Aberto”, 1951.
No dia 7 de fevereiro de 1952, Sebastião da Gama morre, com apenas 27 anos, vítima de tuberculose renal, doença que sofria desde a adolescência.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010