Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 5 de abril de 2016

Lisnave distribui lucro de 1,5 milhões pelos trabalhadores

Empresa paga valor recorde em gratificações aos seus colaboradores

O estaleiro da Lisnave, em Setúbal, bateu um novo recorde em 2015, com os lucros a atingirem os 13,6 milhões de euros, o que é mais do dobro do valor apresentado no ano anterior. Os 107 navios reparados na Lisnave em 2015 proporcionaram um lucro recorde ao estaleiro do Sado, que corresponde a um valor médio de reparação superior a um milhão de euros por navio, quando tradicionalmente o valor das reparações médias rondava os 850 mil euros por navio, avançou fonte da empresa. Na reunião de acionistas foi aprovado o pagamento de uma gratificação de 1,5 milhões de euros aos trabalhadores, que é 25 por cento superior ao valor pago em 2014.
Empresa distribui lucros pelos cerca de 500 trabalhadores 

Este ano, a Lisnave - o maior estaleiro naval da Europa - vai distribuir 1.5 milhões de euros pelos seus 500 colaboradores, como forma de gratificação pelos bons resultados obtidos em 2015.
Este é um valor recorde de gratificação, 25 por cento superior aos prémios entregues em 2014, ano em que foi distribuído pelos trabalhadores um bónus de 1.2 milhões de euros.
Com 107 navios reparados em 2015, a Lisnave atingiu 113.2 milhões de euros de vendas de reparação naval, um crescimento face aos 85.6 milhões do ano transato. Os navios reparados pertencem a 56 clientes diferentes de 19 países, sendo que 33 embarcações vieram da Grécia, o principal cliente atual dos estaleiros de Setúbal.
Em comunicado de imprensa, a Lisnave destaca que no ano passado, a empresa de manutenção e reparação naval portuguesa alcançou lucros líquidos de 13.6 milhões de euros, mais do dobro de 2014, em que foram registados 6.5 milhões de euros.
Desta forma, além dos 1,5 milhões distribuídos pelos colaboradores, a Lisnave vai também entregar dividendos globais no valor de 13.5 milhões de euros aos mais de 200 acionistas do estaleiro naval.
Os bons resultados da empresa mereceram destaque na imprensa estrangeira, com o site All About Shipping a publicar um extenso artigo sobre a Lisnave.
Longe vão os tempos em que a empresa enfrentou, no final dos anos 90, uma situação de quase falência. O plano de reestruturação da empresa ficou concluído no ano 2000, altura que foi desativado o estaleiro de Margueira, em Almada, e reforçado o estaleiro de Mitrena, Setúbal, com três novas docas.
As instalações da Lisnave ficam localizadas 50 km a sul de Lisboa, local estratégico de trânsito de navios que atravessam as águas do Atlântico e do Mar Mediterrâneo.
Apesar da forte concorrência internacional, a Lisnave continua uma referência mundial sobretudo no seu segmento tradicional de atividade que consiste na reparação de petroleiros, com um total de 61 navios deste tipo reparados em 2015.










0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010