Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 7 de março de 2016

Setúbal assume posse do Parque de Campismo do Outão

Ainda sem data para o início das obras 

A Câmara de Setúbal aprovou, em reunião pública ordinária, a aceitação da titularidade dos direitos sobre o Parque de Campismo do Outão, conferida pela Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra. A proposta esclarece que a licença é concedida por dez anos, com a autarquia a pagar 341 mil e 73 euros, o correspondente a “50,4 por cento do valor que resultaria da aplicação singela das taxas vigentes e que seria de 676 mil 729 euros”. A Câmara sadina pretende criar um equipamento que preserve o enquadramento natural, com estruturas de apoio para visitantes, turistas e caravanistas. Mas ainda não há previsão do início das obras de manutenção e requalificação dos cerca de 40 mil metros quadrados que fica em plena serra da Arrábida, junto ao Rio Sado. O Parque de Campismo encerrou no último dia de Janeiro do ano passado.
Parque de Campismo do Outão encerrou no início de 2015 

Um ano depois de ter encerrado portas, o Parque de Campismo do Outão, em Setúbal, ainda não tem uma data prevista de abertura. Não há sequer previsão do início das obras de manutenção e requalificação dos cerca de 40 mil metros quadrados que fica em plena serra da Arrábida, junto ao Rio Sado.
As obras  estão a cargo da autarquia que desde o verão passado[e aprovada a sua aceitação na última reuniu de Câmara] assumiu a titularidade dos direitos da licença de utilização do equipamento, com vista à revitalização turística. 
"É um projeto importante, que queremos concluir logo que tenhamos condições para tal. Não temos ainda previsão para o início das obras", disse fonte da autarquia ao jornal Correio da Manhã no final do mês passado.
Aquando a aceitação dos direitos sobre o parque, em reunião do executivo no inicio deste mês, a autarquia referiu que pretende concluir o processo de licenciamento com maior brevidade possível, “condição necessária para o desenvolvimento do processo de qualificação do espaço” a conduzir pela Câmara de Setúbal. 
A proposta sublinha que “Setúbal tem vindo a afirmar-se como um destino turístico, apostando na criação e implementação de produtos turísticos que traduzam os recursos e potencialidades de um território natural, cultural e patrimonial”.
Pelo que, acrescenta o texto, “o Parque de Campismo do Outão apresenta pelas suas características de localização e espaço físico um valor único que poderá potenciar e reforçar a dinâmica turística”.
A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra já manifestou concordância com a atribuição da licença de utilização por parte da Câmara Municipal.
A Câmara pretende criar um equipamento que preserve o enquadramento natural, com estruturas de apoio para visitantes, turistas e caravanistas. De acordo com a autarquia gerida por Maria das Dores Meira, a transferência da titularidade em Julho do ano passado, implica que esta dê resposta aos problemas de degradação da estrutura e do espaço, bem como ao funcionamento, modernização e autossustenção do Parque que encerrou no último dia de Janeiro de 2015. 
Na altura, a comissão de utentes do parque denunciou publicamente que o encerramento do espaço se deveu ao facto de a empresa que o subalugou não pagar as concessões ao Instituto  da Conservação  da Natureza e Florestas, então titular da licença de utilização, paga desde 1985 à Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra.
Uma informação confirmada por Vítor Caldeirinha, presidente da administração daquele porto. "Não estavam a ser pagas as rendas ao  Instituto da Conservação  da Natureza e Florestas há vários anos".

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010