Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 9 de março de 2016

Clube das Mais Belas Baías do Mundo reuniu em Setúbal

Autarquia traça metas para a presidência portuguesa do clube 

As linhas estratégicas para dinamização do Clube das Mais Belas Baías do Mundo no triénio 2016-2019 foram debatidas no sábado, em Setúbal, na primeira reunião de trabalho dinamizada após a cidade sadina ter assumido a presidência do clube internacional. A autarca de Setúbal  quer criar uma rota de veleiros entre as baías, a divulgação mundial das baías, através de uma aposta forte na visibilidade mediática e a criação de bolsas de mérito para propostas inovadoras e ambientais de proteção às baías. O clube conta com 38 representantes, espalhados por 25 países e em quatro continentes. A baía de Setúbal pertence ao organismo desde 14 de Novembro de 2002.
Setúbal acolheu reunião do Clube das Mais Belas Baías do Mundo 


Setúbal foi a cidade anfitriã do primeiro encontro da nova direção do Clube das Mais Belas Baías do Mundo, membros eleitos a 3 de Fevereiro, no 11.º congresso mundial da associação, realizado na ilha filipina de Mindoro, e que conta na presidência com a autarca sadina Maria das Dores Meira.
O encontro, realizado ao longo de todo o dia na Casa da Baía, fomentou um primeiro contacto de trabalho entre os vários elementos da direção, do qual resultou uma análise aos estatutos do clube, a redefinição de normas internas de funcionamento e a distribuição de tarefas.
Na reunião foi ainda partilhado um conjunto de propostas que apontam à maior afirmação da associação constituída a 10 de Março de 1997, em Berlim, Alemanha, e que procura promover a troca de experiências entre os membros ao nível de políticas de proteção, conservação e desenvolvimento sustentado das baías.
Entre as propostas está a identificação com sinalética uniformizada para todas as baías do clube, a celebração do Dia Mundial das Baías a uma escala global e a criação do Jardim das Baías, um espaço verde alusivo ao clube, com várias espécies autóctones representativas da flora de cada baía membro.
A dinamização de uma rota de veleiros entre as baías, a divulgação mundial das baías, através de uma aposta forte na visibilidade mediática, e a criação de bolsas de mérito para propostas inovadoras e ambientais de proteção às baías são outras ideias.
Para o triénio 2016-2019 é ainda proposta a divulgação e promoção do Clube das Mais Belas Baías do Mundo como imagem de marca e a realização de jantares temáticos com inspirações gastronómicas dos membros, a par da edição de bebidas representativas de cada baía com rótulo do clube.
Na altura em que tomou posse, na ilha filipina de Mindoro, a autarca sadina defendeu que no Clube das Mais Belas Baías do Mundo, mais fascinante do que a exuberância das paisagens, praias, marinas e equipamentos turísticos, são a diversidade humana, os costumes e as tradições, a que se aliam os patrimónios ambientais, culturais, históricos, linguísticos, étnicos e sociais.
“Porque é o mar que nos une a todos, porque são os oceanos que afinal ligam entre si as diferentes culturas e sensibilidades, esta presidência irá dedicar especial atenção à proteção ambiental, apoiando e fomentando projetos que defendam o património marítimo das baías e a universalidade das massas oceânicas”, sublinhou a Maria das Dores Meira.
O restrito clube, que entregou pela primeira vez a presidência a uma mulher e a Portugal, conta com 38 representantes, espalhados por 25 países e em quatro continentes. A baía de Setúbal pertence ao organismo desde 14 de Novembro de 2002 e conta com uma associação local para promoção e defesa daquele património. Para além da baía setubalense, também a baía da Horta, nos Açores, faz parte do clube das baías mais bonitas do mundo.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010