Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Santiago do Cacém reclama conclusão das obras da A26

Autarquia quer ver resolvida, “de vez, uma situação que se arrasta há seis anos”

A Câmara de Santiago do Cacém anunciou na sexta-feira ter solicitado uma audiência com o secretário de Estado das Infraestruturas para reclamar a conclusão das obras da A26, entre Vila Nova de Santo André e Sines. Segundo o município, em comunicado divulgado pela Lusa, o pedido de audiência foi assinado pelo presidente da câmara, Álvaro Beijinha, que pretende expor ao secretário de Estado Guilherme D’Oliveira Martins, “a situação das obras inacabadas” naquele troço da Auto-estrada 26. O autarca quer ver resolvida, “de vez, uma situação que se arrasta há seis anos”, explicou a autarquia.
Obras continuam por acabar na A26 entre Sines e Santo André

A conclusão das obras “é, há muito, reivindicada pela população e pela autarquia, devido à localização nevrálgica” da A26 “para a cidade de Santo André, onde vivem mais de 10 mil pessoas”, destacou Álvaro Beijinha, no pedido de audiência.
E a “esmagadora maioria” desta população, frisou, recorre a esta via de comunicação para se deslocar para o seu posto de trabalho, no complexo industrial de Sines.
No documento enviado ao secretário de Estado, o autarca solicita a audiência com “carácter de urgência”, para “discutir as questões que se prendem com a segurança da via” e de resolver os “graves constrangimentos para os milhares de utentes que diariamente nela circulam”.
Além disso, o presidente da Câmara de Santiago do Cacém pretende ainda discutir “outros “problemas que afectam o município e a região”, nomeadamente “as obras inacabadas no Itinerário Principal (IP) 8, no troço entre Relvas Verdes e Beja” e que “atravessa São Francisco da Serra”, naquele concelho do litoral alentejano.
Numa visita realizada em maio do ano passado, ao local das obras, o autarca referiu que a zona parecia “um cenário de guerra, com estruturas inacabadas e à vista, estradas danificadas e destruição do montado e culturas”.
Em meados de 2015, aquando do reinício das obras na A26-1, lembrou a autarquia, Álvaro Beijinha solicitou uma audiência idêntica ao então secretário de Estado das Infraestruturas, Sérgio Monteiro (no Governo PSD/CDS-PP), que “acabou por nunca se realizar”.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010