Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Sines faz seminário sobre valor patrimonial das indústrias

Importância do património industrial  local em debate

O Conselho das Comunidades de Sines vai promover um seminário para debater o complexo industrial e portuário de Sines, enquanto património histórico e cultural da região e do país. A iniciativa, que terá lugar no Centro de Artes de Sines, está agendada para o próximo dia 19 de Novembro, sendo que já estão abertas as inscrições (gratuitas), podendo ser efectuadas através dos contactos do Museu de Sines.

Sines vai discutir património industrial a sul do país 

Intitulado “Seminário Indústria, Património e Cultura”, o evento tem como objectivo “lançar um debate sobre a relação entre estes três elementos na perspectiva de um território que apresenta um tecido industrial planeado e organizado que constitui um importante marco na história da indústria portuguesa”, revela o município de Sines, em comunicado.
“Muitos dos elementos construídos a partir da década de 70 [do século passado] podem ser vistos já como um valor patrimonial, pois contam como nenhum outro a história de Sines do último quarto do Século XX e a eles está associada uma memória colectiva ainda fresca, enraizada ainda em muitos dos participantes da sua génese”, explica a autarquia.
Por isso, sublinha o município do distrito de Setúbal, é pretendido, a partir deste seminário, que “se inicie um processo de inventariação dos elementos mais relevantes ou em perigo de desaparecimento”, assim como da memória a eles associados, em que as empresas tenham um papel não só activo mas até mesmo dinamizador e impulsionador de um processo de criação da sua própria imagem que perdurará para o futuro.

Parceria criada em 2014
O projecto COMSINES – Conselho das Comunidades de Sines foi criado em 2014. “Resulta de uma parceria entre a Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação e empresas e entidades administrativas e sociais localizadas na região de Sines. Visa a constituição de um painel permanente e organizado de diálogo e pretende em primeiro lugar promover o desenvolvimento sustentável, o bem-estar e a qualidade de vida da comunidade de Sines, com base numa relação de confiança recíproca entre indústria, entidades administrativas/sociais e população envolvente”, lembra ainda a autarquia.
O seminário é organizado por um dos quatro grupos de trabalho do COMSINES, o Grupo de Trabalho “Património e Cultura”, coordenado pela Câmara Municipal de Sines.
As inscrições para o seminário são gratuitas e podem ser feitas através do email museu@mun-sines.pt ou do telefone 269 632 237, estando sujeitas ao número de lugares da sala. Apenas serão entregues diplomas de participação a quem se inscrever até ao dia 17 de Novembro.

Programa
09h30: Recepção dos participantes
10h00: Boas-vindas: Nuno Mascarenhas, Presidente da Câmara Municipal de Sines
10h10: Martinho Correia (Petrogal), Director Executivo do COMSINES (Conselho das Comunidades de Sines)
10h20: Ricardo Estevam Pereira (Museu de Sines), Coordenador do Grupo de Trabalho Património e Cultura do COMSINES
10h40: Ana Paula Amendoeira, Directora Regional de Cultura do Alentejo
11h00: Pausa para café
11h30: Mónica Brito (Sines Tecnopolo): Aportar Sines – Turismo Industrial Sustentável
12h00: Deolinda Folgado (Direção Geral do Património Cultural)
12h45: Debate
13h00: Almoço
14h30: Jorge Custódio (Presidente da Direcção da Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial)
15h00: Leonor Medeiros (Universidade Nova de Lisboa)
15h30: Museu do Lousal
16h00: José Gameiro e António Pereira (Museu de Portimão)
16h30: Debate e encerramento
Visita ao complexo industrial

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010