Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Quinta do Conde debateu a Educação em Sesimbra

"Um concelho educador, porque se preocupa com as suas crianças e jovens"

A comunidade educativa do concelho de Sesimbra reuniu-se na Quinta do Conde, para participar num debate intitulado O Estado da Educação no Concelho. O convite partiu da Assembleia Municipal que, deste modo, deu continuidade às sessões descentralizadas que tem promovido, como forma de aproximar os cidadãos do Poder Local. As dificuldades na contratação e colocação de professores, as condições físicas de escola sede da Navegador Rodrigues Soromenho, a construção do Centro de Apoio Ocupacional para as crianças com necessidades educativas especiais e uma nova escola secundária na freguesia da Quinta do Conde, foram temas transversais ao encontro. De acordo com a vereadora da educação do concelho, "queremos preparar os nossos jovens para que sejam cidadãos completos, responsáveis e atentos" referiu Felícia Costa, acrescentando que "por isso a ação da autarquia tem ultrapassado em muito as suas competências".
Assembleia Municipal de Sesimbra discutiu educação 

Associações de estudantes e de pais, instituições de solidariedade social, ensino profissional, agrupamentos e grupos parlamentares da Assembleia Municipal puderam assim apresentar os seus pontos de vista publicamente, propor melhorias e transmitir opiniões sobre aquilo que tem sido feito, tanto pela Câmara de Sesimbra, que gere o pré-escolar, o primeiro ciclo e um conjunto de projetos e apoios fundamentais, como pelo ministério, que tem responsabilidade no segundo e terceiro ciclo e secundário.
As dificuldades na contratação e colocação de professores, as condições físicas de escola sede da Navegador Rodrigues Soromenho, a construção do Centro de Apoio Ocupacional para as crianças com necessidades educativas especiais e uma nova escola secundária na freguesia da Quinta do Conde, foram temas transversais ao encontro.
Entre preocupações e alertas, professores, pais e alunos deixaram também alguns desabafos. "Há alunos que trazem maus hábitos de casa e muitos encarregados delegam na escola o seu papel de educar e isso acaba por criar determinadas dinâmicas em sala de aula que tornam impossível o papel do professor", acrescentou um dos diretores.
Por parte dos alunos, foram deixados alguns desafios para que muitos professores encarem a sala de aula como um espaço de conhecimento e de partilha. "Os alunos de hoje já não são como os de antigamente. Hoje a informação chega-nos por todo o lado e os professores muitas das vezes não aceitam que se use por exemplo como apoio a Internet mas nós estamos na era da “net”», justificou um estudante. "Temos alunos que estão entre os melhores do país, temos projetos que ganharam prémios nacionais e temos pessoas que não baixam os braços e todos os dias dão o seu melhor por uma escola pública melhor", reforçou um dos professores presentes na reunião de Quinta do Conde.

"Autarquia tem ultrapassado em muito as suas competências"
"Sesimbra é um concelho educador, porque se preocupa com as suas crianças e jovens", começou por dizer Felícia Costa, vereadora responsável pela educação no concelho há vários anos. Na sua intervenção, a autarca lembrou que 10 por cento do valor total do orçamento da Câmara Municipal vai para esta área, o que demonstra uma aposta forte na preparação dos jovens, o que permite que o concelho seja apontado como uma referência a nível nacional.
"Queremos preparar os nossos jovens para que sejam cidadãos completos, responsáveis e atentos" referiu a autarca, acrescentando que "por isso a ação da autarquia tem ultrapassado em muito as suas competências".
A apresentação foi complementada com um vídeo que fez o enquadramento do concelho em termos de população jovem e apresentou um conjunto de projetos levados a cabo pela autarquia e investimentos feitos nos últimos anos.
Odete Graça, presidente da Assembleia Municipal, enalteceu a importância do encontro, sobretudo por se tratar de uma temática tão importante, agradeceu a participação de todos numa sessão que foi, também ela, um contributo para a educação em Sesimbra e leu uma moção que foi aprovada por unanimidade.

Os bons exemplos 
"Ao nível do 1º ciclo do ensino básico, destacamos a renovação e construção de equipamentos escolares, a construção de salas destinadas ao pré‐ escolar, a instalação de refeitórios escolares em todas as escolas, a ação social escolar, o apoio aos transportes escolares, em que por vezes se ultrapassa as competências legalmente atribuídas, dando assim cobertura a grande parte das necessidades existentes neste nível de ensino, atendendo ao previsto na Carta Escolar do Concelho de Sesimbra", refere a moção da Assembleia Municipal. 
"Quanto ao 2º e 3º ciclos, têm sido prestados apoios logísticos e materiais, assim como a dinamização de projetos de combate ao insucesso e abandono escolar, com resultados muito positivos no panorama nacional, nomeadamente através da 'Orquestra Geração', 'Programa EPIS' e 'Abandono zero'", refere Odete Graça. 
Também as Instituições Particulares de Solidariedade Social, as Associações de Pais e Encarregados de Educação e outros agentes da comunidade educativa "têm tido um papel fundamental na área da educação, mantendo a autarquia um papel de parceria com estas instituições e organizações com o objectivo de melhorar as condições de apoio às famílias", diz a presidente da Assembleia. 
Outro exemplo de referência na educação no Concelho de Sesimbra passa pelo ensino especial, onde neste caso a Cercizimbra "tem tido um papel essencial na construção de projetos para a inclusão dos jovens com necessidades educativas especiais na escola e na sociedade", conclui Odete Graça.

Notícia Relacionada: Quinta do Conde quer Escola Secundária


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010