Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Pescadores que naufragaram na Caparica voltaram ao mar

Pescadores salvaram-se no mar da Costa de Caparica 

Cinco pescadores foram, na terça-feira, resgatados pelas autoridades, na sequência de um naufrágio na Costa de Caparica. De acordo com o Comando Distrital de Operações e Socorro de Setúbal, tratava-se de uma embarcação de pesca artesanal e os feridos – três ligeiros e um grave – foram todos transportados para o Hospital Garcia de Horta, em Almada. As causas do acidente vão ser investigadas, mas é admitida a possibilidade de o acidente ter ocorrido devido a uma falha de motor, que terá impedido a possibilidade de manobrar para ultrapassar a zona de rebentação, segundo a Polícia Marítima, citada pela Lusa. No local, estiveram os bombeiros de Cacilhas e da Trafaria, o INEM e a Polícia Marítima, num total de sete viaturas e 14 operacionais. 
Barco de pesca naufragou esta terça-feira na Costa de Caparica 

Os quatro pescadores que esta terça-feira foram assistidos no hospital Garcia de Orta, em Almada, depois do naufrágio de uma embarcação de pesca na Costa de Caparica tiveram alta durante o dia de ontem, disse à Lusa fonte hospitalar. 
"Estão todos estáveis e à espera de terem alta, o que deverá acontecer dentro de poucas horas", disse à Lusa fonte hospitalar, adiantando que nenhum dos quatro pescadores apresentava problemas de maior. 
Os cinco pescadores preparavam-se para mais uma ida ao mar na Costa de Caparica. Mas, poucos instantes depois de terem entrado na água, foram traídos pelo motor do barco ‘Canope’, com cerca de seis metros. As ondas encarregaram-se de fazer o resto: o barco virou e os cinco tripulantes – entre os 36 e 50 anos – caíram ao mar. Acabaram por salvar-se. Quatro foram assistidos no Hospital Garcia de Orta. 
"Íamos para a faina e quando estávamos na rebentação o motor falhou. Veio uma primeira vaga e encheu logo o barco de água. Veio depois uma vaga um pouco maior, o mar passou por cima e fez o barco virar. Caímos à água", relatou, ao jornal Correio da Manhã, um dos sobreviventes, apenas duas horas após o naufrágio que ocorreu às 13h35 desta terça-feira, junto à praia da Saúde. 
No areal de uma das mais conhecidas praias da Costa de Caparica encontravam-se várias pessoas e outros pescadores, que fizeram tudo para socorrer os náufragos. Depois, os primeiros socorros foram prestados pelo INEM e pelos bombeiros. A Polícia Marítima tomou conta da ocorrência. 
A ida à pesca de carapau e sardinha acabou num valente susto, afirmam os pescadores. "Eles foram ao hospital mas não têm nada de grave. Houve uns que beberam muita água, mas felizmente as coisas acabaram bem", relata José Luís, para quem este "foi o primeiro susto" em 30 anos de atividade na pesca. 
Pouco depois da tragédia já vários pescadores trabalhavam na reparação das redes e do barco, dentro do qual estavam bem visíveis os coletes salva-vidas insuflados. "Agora temos de continuar. A vida é mesmo assim. Somos todos pescadores experientes e assim que o barco estiver bom voltamos ao mar", disse um dos sobreviventes.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010