Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Os Verdes protestam contra NATO em Sesimbra e Setúbal

Jovens ecologistas defendem dissolução de blocos político-militares e pedem paz 

A Ecolojovem - Os Verdes, a juventude do partido ecologista, foi responsável por várias acções de protesto nesta segunda-feira, criticando os exercícios militares de um “instrumento de guerra” que decorrem no distrito de Setúbal e  Santarém. Durante o dia de ontem, os jovens verdes deixaram uma faixa contra a NATO e a favor da paz, junto às instalações daquela organização em Sesimbra, uma acção de contacto com a população de Setúbal, colocaram uma faixa perto do Comando Operacional Marítimo da NATO de Oeiras e entregaram panfletos junto à estação do Rossio, em Lisboa. Foi um dia movimentado para a juventude do Partido Ecologista “Os Verdes”, que defende a “dissolução de blocos político-militares e pede paz e justiça nas relações entre os povos”.
Os Verdes protestam contra presença da NATO em Portugal 

A dirigente da Ecolojovem Cláudia Madeira lamenta que soldados portugueses e território nacional estejam a ser utilizados no exercício Trident Juncture, o maior exercício militar da NATO desde 2002, a decorrer entre 21 de Outubro e 6 de Novembro, em Santarém e Setúbal. “Hoje em dia não vemos razões para fazer parte da NATO, nem sequer para que ela exista. Existem demasiadas situações de guerra, de ingerência na vida dos povos e países com mão da NATO. Como quem faz a guerra não quer a paz, vamos continuar a ter iniciativas e tentar encontrar soluções alternativas e pacíficas para estes conflitos”, disse a dirigente do "Os Verdes", ao jornal Público.
Em relação a um consenso entre partidos de esquerda para a formação de um novo Governo, Cláudia Madeira confirmou que uma eventual saída da NATO - como defende o PCP, com quem o PEV integrou a coligação CDU nas eleições - não foi discutida, nem outras questões que “inviabilizassem um Governo que pudesse ser formado pelo Partido Socialista”. “Os partidos de esquerda têm ideias e programas diferentes e não é por estarmos em conversações com o PS que os Verdes abdicam da sua ideologia. Mas consideramos que esta é uma situação de emergência, em que queremos acabar o mais rapidamente possível com estas políticas de direita que fazem tanto mal ao país. Face a este momento SOS, estamos a estudar políticas que a curto-médio prazo melhorem a vida das pessoas e, por isso, o assunto NATO está fora da mesa”, disse a dirigente da Ecolojovem.

Portugal acolhe maior exercício da NATO 

No mesmo dia das manifestações contra a NATO da juventude Ecolojovem - Os Verdes, começou a fase do exercício militar que envolve o recurso a fogo real. Mais de 300 viaturas de combate e dois mil militares começaram a atravessar o rio Tejo, tendo sido instaladas 20 viaturas flutuantes M3 alemãs de última geração para o efeito. Na totalidade, estima-se que em território português haja cerca de 10 mil e 500 militares (nacionais e estrangeiros) envolvidos no Trident Juncture 2015.
Em entrevista à Lusa, o Tenente-Coronel Pedro Barreiro destacou a competência das forças militares portuguesas: "Estamos claramente ao nível do que melhor se faz em termos militares ao nível internacional” e enfatizou a "capacidade de adaptação e a determinação na execução de tarefas" por parte dos portugueses.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010