Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Barreiro premiou os melhores doces tradicionais

"Uma ajuda às micro e pequenas empresas da cidade" 

“Ostras do Barreiro” de Cíntia Lobo (categoria “Fritos”), “Bolo de Alfarroba c/ coalhada de Limão”, de Ana Frágua (categoria “Bolos”) e “Pudim do Abade de Priscos”, de Paula Cristina Garcia (categoria Doces) conquistaram, respetivamente, o primeiro prémio da 12ª Mostra de Doçaria Tradicional, num evento realizado no dia 7 de Novembro, no Forum Barreiro. Um concurso, diz o presidente da Câmara do Barreiro, é  “uma ajuda para as micro e pequenas empresas do Barreiro e particulares que querem provar suas capacidade e seus saberes”, sublinhou Carlos Humberto.
Cíntia Lobo levou o 1º prémio com as suas Ostras do Barreiro 

O júri atribuiu, ainda, o segundo prémio às “Almofadinhas da Nita”, de AnaMaria Rosmaninho (categoria “Fritos), à “Torta de Laranja e Alfarroba”, de Ana Fráguas (categoria “Bolos”) e ao “Crumble Crocante”, da Pastelaria “Transmontana” (categoria “Doces”).
Por fim o terceiro prémio foi entregue às “Cavacas” de Mónica Quaresma(categoria “Fritos”), ao “Bolo de Maçã c/ Nozes”, de Aníbal Filipe Costa(categoria “Bolos”) e à “Bomba de Frutos Silvestres”, da Pastelaria Bonanza (categoria “Doces”).
Na ocasião, Carlos Humberto agradeceu a presença dos concorrentes e membros do júri, e tornou extensíveis os agradecimentos tanto à administração do Forum Barreiro como aos trabalhadores do Município, por ajudarem a concretizar a iniciativa. A todos, o presidente manifestou votos de uma vida “mais doce e mais feliz, se possível mais dinâmica e com mais saúde”.
Este certame representa “uma ajuda às micro e pequenas empresas do Barreiro e também aos particulares que querem provar suas capacidade e seus saberes”, sublinhou Carlos Humberto. 

Despertar o interesse nos doces tradicionais
Em nome do júri, a Chef Irene Pimenta agradeceu a participação de todos os concorrentes, considerando-os “vencedores”. Confidenciou que a escolha não foi fácil, tendo em conta a qualidade dos doces, fritos e bolos apresentados. 
Irene Pimenta integra o júri há 12 anos e segundo ela “é um privilégio estar presente e contar com a vossa participação. Quem me conhece sabe que gosto de motivar todas a pessoas para estes eventos. Sem vocês estes concursos não existiriam”.
Agradeceu ainda à Câmara do Barreiro por continuar ao longo dos anos a organizar a iniciativa, dando o privilégio de “descobrir maravilhas que depois levamos para ensinar”. Finalizou a sua intervenção desejando a todos muito sucesso.
De referir que na cerimónia animada pelo Quinteto da Escola de Jazz do Barreiro foram entregues, aos 22 concorrentes, certificados de participação.
A Câmara do Barreiro promove esta iniciativa há 12 anos “procurando contribuir para despertar o interesse na preservação e recriação de Receitas Tradicionais, assim como para o conhecimento da importante herança que constituem as doces e variadas receitas do património cultural do nosso País”, sublinha a autarquia. 
A Chef Irene Pimenta, Formadora do Instituto de Formação Profissional, Chef de Pastelaria Emílio Rosa, da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, Nuno Gil, Presidente da Confraria Gastronómica de Palmela, Chef Antonio Latas, Débora Soares, Cake designer e Maria Clara Pereira, representante da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa integraram o júri desta 12ª Mostra de Doçaria Tradicional.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010