Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Bairros de Setúbal preparam novos projetos comunitários

“Aos poucos, estamos a conseguir mudar mentalidades dos bairros”

Moradores dos cinco bairros de Setúbal, na zona da Bela Vista, com intervenções no âmbito do “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, encontram-se na EB+S Ordem de Sant’Iago, para debater novas ações e analisar o trabalho já realizado. No encontro, mais do que um “balanço daquilo que já foi feito”, é definido “o caminho para os próximos dois anos”, destacou a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira. O “Nosso Bairro, Nossa Cidade” decorre desde 2012. “Desde então, além de termos transformado a face dos bairros, conseguimos manter as melhorias que foram feitas e essa é, sem dúvida, uma grande transformação que todos fizeram”, realçou a autarca. 
Programa municipal tem unido bairros da cidade de Setúbal 

No 3.º Encontro Nosso Bairro, Nossa Cidade, os participantes debatem e avaliam o resultado das 81 iniciativas resultantes do segundo encontro anual, que impulsionaram a organização de 48 grupos de trabalho, os quais contaram com o envolvimento de 899 moradores.
“A maior transformação aconteceu em vocês próprios, na forma como vocês passaram a olhar uns para os outros, com mais entendimento e compreensão, com a vontade de, unidos, fazerem mais por vocês próprios e na melhoria das vossas condições de vida e da comunidade”, elogiou Maria das Dores Meira.
No 3.º Encontro Nosso Bairro, Nossa Cidade, programa que constitui “um grande contributo para uma cidade gerida com liderança democrática, espelhada no papel dos interlocutores eleitos”, vincou Maria das Dores Meira, são ainda perspetivadas novas medidas e novos planos de ação concretos para o desenvolvimento de projetos em prol da população.
O reforço dos laços de coesão e de proximidade entre os moradores e o incentivo à participação em iniciativas são outros objetivos deste terceiro encontro do programa  que abrange a Bela Vista, o Forte da Bela Vista, a Alameda das Palmeiras, as Manteigadas e a Quinta de Santo António.
O desencadear de processos de participação é o principal objetivo do programa que engloba todas as ações que promovam a organização de grupos, que repercutam os seus interesses, que envolvam as pessoas nas decisões e tarefas inerentes à execução, que firmem lideranças e que promovam a mobilização popular.
A iniciativa deste ano, novamente com o lema “Decidir, Organizar e Realizar”, volta a ser dinamizada com os grupos de trabalho organizados por cada um dos cinco bairros e não por áreas de intervenção, anunciou o vereador Carlos Rabaçal.
“O terceiro encontro mantém a lógica de organização do ano anterior e apresenta como inovação a criação de uma secção jovem”, destinada, exclusivamente, à análise, debate e projeção de ações e projetos que procuram envolver jovens de todos os bairros da Bela Vista, sublinha Carlos Rabaçal.
Já o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, realçou que a “perspetiva de organização e participação” é o mais importante na construção de “um futuro melhor, com o envolvimento de todos, para a melhoria das condições de vida das comunidades”.

Moradores empenhados
Moradores têm dinamizado várias acões nos bairros de Setúbal  
A sessão de apresentação do 3.º Encontro Nosso Bairro, Nossa Cidade, a comissão de moradores responsável pela dinamização do evento, com o apoio da Câmara de Setúbal e da Junta de Freguesia de S. Sebastião, deu a conhecer algumas ações já alcançadas no âmbito do programa.
Adelaide Nicácio, moradora na Alameda das Palmeiras, manifestou “um grande otimismo” no que respeita ao envolvimento da comunidade nas ações já concretizadas e na projeção de novas iniciativas. Apontou, ainda, a criação de um espaço, “a casinha do bairro”, para o trabalho de projetos em comunidade.
O mesmo otimismo de sucesso do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” é partilhado por Fernanda Rodrigues, moradora no Bairro da Bela Vista. “Aos poucos, estamos a conseguir mudar mentalidades, a demonstrar e a fazer passar para o exterior as coisas boas dos bairros.”
Já Luís Teixeira, morador na Bela Vista, elogiou a atribuição de espaços, no Mercado 2 de Abril, para o projeto “Garrrbage”, que aponta à recuperação e reaproveitamento de mobiliário, assim como o espaço “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, dedicado ao programa. “Abre a porta para que projetos continuem a crescer.”

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010