Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Festa de Todos os Santos, em Quinta do Anjo, começa hoje

259.ª Festa de Todos os Santos vai ter novos espaços

A 259.ª edição da Festa de Todos os Santos, em honra de N.ª Sr.ª da Redenção, na aldeia de Quinta do Anjo, em Palmela, que decorre entre 29 de Outubro e 1 de Novembro, conta com várias novidades ao nível do espaço da festa e com um cartaz musical em que se destacam alguns artistas nacionais, como os Anjos, Serafim ou o Padre Borga. Na edição deste ano, que conta com mais um dia de festa, deixa de existir a tenda habitualmente montada em frente à igreja e os espectáculos vão repartir-se entre a tenda que vai existir em frente à Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo e o palco e salão nobre desta colectividade, adianta o novo presidente da direcção da Associação de Festas de Quinta do Anjo, Rui Torres.
Festas de Todos os Santos são as mais antigas do concelho de Palmela


À entrada da Sociedade de Instrução Musical (SIM), ficarão pequenos stands, como os da Câmara  de Palmela e da Junta de Freguesia de Quinta do Anjo, e também a quermesse, que é retomada este ano. Haverá o espaço ao ar livre destinado aos comes e bebes e aos carrosséis, e ainda uma exposição automóvel no jardim ao lado da SIM.
Rui Torres  explica que esta é uma “festa de Outono, que precisa de espaços fechados”, por isso, a nova direcção apostou em contactos com a comunidade local e conseguiu que fossem cedidos dois novos espaços para a festa, junto à SIM: uma antiga adega e uma antiga mercearia, que vão acolher expositores de artesanato e venda de produtos regionais. A festa contará com cerca de uma dúzia de expositores.
Ao nível do programa da festa, o presidente realça que esta nova direcção foi “ambiciosa”. Do cartaz musical, destacam-se o espectáculo dos Anjos, a 30 de Outubro, com reserva de mesas já esgotada (as receitas que resultarem desse espectáculo revertem, na totalidade, para a igreja), do humorista Serafim, no dia 31 de Outubro, e do Padre Borga, a 1 de Novembro. O dia 1, Dia de Todos os Santos, é aquele em que a componente religiosa da festa é mais forte, com a realização da tradicional missa e procissão em honra de N.ª Sr.ª da Redenção. Outros espectáculos com artistas e bandas locais, actividades desportivas, workshops, uma homenagem a Jorge Grave e a habitual homenagem a António de Matos Fortuna completam o programa da maior festa da freguesia de Quinta do Anjo.

"Bom entendimento com as instituições locais"
O presidente da Junta de Freguesia de Quinta do Anjo, Valentim Pinto, considera que a Festa de Todos os Santos tem “um significado especial”, por ser “aquela que, simbolicamente, é mais importante e tem a participação de mais pessoas, por ser na sede da freguesia” e também “uma das mais antigas do concelho”.
Nesta edição, acompanhando o crescimento do orçamento da festa, a junta de freguesia triplicou o apoio financeiro concedido, que é de  mil e 300 euros, disponibilizando também apoio logístico, que Valentim Pinto prevê que seja também “superior”, tendo em conta os novos espaços da festa. Para além disso, a junta apoia o espectáculo com a banda Big Show, no domingo, às 22h45.
O presidente da Junta de Freguesia considera que os novos corpos sociais da Associação de Festas de Quinta do Anjo vieram “criar uma maior diversidade” ao nível do programa do certame e elogia o “bom entendimento com as instituições locais, nomeadamente, com a SIM, com grande parte das iniciativas a decorrerem nessa colectividade”, o que é importante, tendo em conta que a festa se realiza “num período inseguro em termos de condições meteorológicas”, conclui o autarca. 
Esta edição conta com um orçamento mais elevado, de 18 mil euros (o de 2014 foi de 12 mil euros). Para além dos apoios das autarquias (a câmara atribui um apoio financeiro de 2900 euros, a junta um apoio superior a mil euros e ambas prestam apoio logístico), das receitas do aluguer dos terrados, do livro da festa e do peditório anual, a nova direcção procurou outras formas de obter receitas, nomeadamente, o contacto com os espaços comerciais, onde foram também deixados mealheiros, e a realização de eventos como uma sardinhada ou o 1.º Festival dos Sabores. “Abrimo-nos à comunidade, decidimos bater a todas as portas e as pessoas têm sido inexcedíveis”, reconhece Rui Torres em declarações ao jornal Diário da Região. 

“Momento alto de celebração da identidade da freguesia”
Para Álvaro Amaro, presidente da Câmara  de Palmela, a Festa de Todos os Santos é um “momento alto de celebração da identidade da freguesia de Quinta do Anjo”. “Esta é uma das mais antigas festividades do concelho, em resultado de um forte e continuado envolvimento da comunidade, festividade que tem mantido viva a memória da promessa realizada para protecção da aldeia face ao terramoto de 1755”, realça. A Associação de Festas de Quinta do Anjo, agora com novos corpos sociais, “aposta num programa diversificado, com recurso aos artistas locais e não só, ao movimento associativo”, elogia o autarca.
Álvaro Amaro destaca o “aumento considerável das estruturas logísticas” na edição deste ano, mas considera que “é um esforço que valerá a pena”. A autarquia propôs e foram incluídos no programa da festa um espectáculo de evocação ao Cante Alentejano, esta quinta-feira, e a exposição “Dr. António de Matos Fortuna”, que estará patente no Salão Nobre da SIM durante o certame.
De hoje a domingo, a aldeia de Quinta do Anjo está em festa, em nome de Nossa Senhora da Redenção. A comunidade continua a evocar e a agradecer a proteção que a aldeia recebeu, saindo ilesa do terramoto de 1755, que devastou toda a região, e mantém a tradição, com um programa festivo diversificado, que alia devoção, animação e promoção da cultura e dos saberes que definem a identidade da freguesia.


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010